São Paulo negocia pagamento de quase R$ 30 milhões em dívidas por casos de Tchê Tchê e Kaká

99

GloboEsporte

 José Edgar de Matos

Após acerto relativo a Pablo, diretoria tenta solucionar mais dois casos abertos.

O São Paulo acertou na semana passada a forma de pagamento dos R$ 15 milhões de dívida com o Athletico pelo acerto por Pablo. Porém, o caminho para uma solução definitiva sobre esse quesito ainda rende. A diretoria possui mais dois casos abertos e que vão gerar um débito de quase R$ 30 milhões, em pagamentos tratados como prioridades para os próximos meses.

Publicidade

O caso que demanda maior urgência corresponde à negociação que trouxe Tchê Tchê ao São Paulo. Pelo meio-campista, anunciado na última terça-feira no Atlético-MG, o clube do Morumbi nutre dívida de R$ 22 milhões e negocia uma forma de pagamento com o Dínamo de Kiev, da Ucrânia.

O São Paulo está em contato com representantes do clube ucraniano e procura viabilizar uma maneira de pagar o débito, como a possibilidade de parcelamento, semelhante ao caso Pablo. O diálogo tem também como objetivo amenizar a cobrança do Dínamo, que levou o caso à Fifa.

São Paulo ainda possui dívida pela compra de Tchê Tchê, já apresentado no Atlético-MG — Foto: Erico Leonan / saopaulofc.net

São Paulo ainda possui dívida pela compra de Tchê Tchê, já apresentado no Atlético-MG — Foto: Erico Leonan / saopaulofc.net

Uma punição no caso de Tchê Tchê geraria um transtorno para o São Paulo no mercado da bola. Casos como esse denunciado pelo Dínamo têm como padrão impedir o condenado de inscrever novos jogadores por uma ou mais janelas de transferências. O Santos é um exemplo de clube punido no Brasil.

Já o caso que envolve a chegada de Kaká, ainda em 2014, está na Justiça comum. Há diálogo aberto para resolver uma pendência de R$ 6 milhões com o Orlando City, dinheiro a ser pago como parte do acordo de empréstimo que trouxe o ídolo de volta ao Morumbi há mais de meia década.

Kaká, que apresentou o Morumbi a Crespo, está aposentado, mas o São Paulo ainda possui uma dívida com o Orlando City — Foto: São Paulo FC

Kaká, que apresentou o Morumbi a Crespo, está aposentado, mas o São Paulo ainda possui uma dívida com o Orlando City — Foto: São Paulo FC

O São Paulo busca alternativas de arrecadação para solucionar esses problemas que surgem como prioridade. Com Pablo, por exemplo, o clube tricolor pagou um valor de entrada para o Athletico e parcelou o restante em cinco prestações, diante das garantias apresentadas pela diretoria.

A solução pode estar na saída de atletas como forma de gerar economia, como no exemplo do próprio Tchê Tchê, que, mesmo emprestado ao Atlético-MG, segue ligado ao Morumbi por questões fora do campo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

12 − 12 =