Luciano pede pés no chão ao São Paulo após melhor campanha no Paulistão: “Não ganhamos nada”

14

GloboEsporte

Atacante participou do Seleção SporTV desta segunda-feira.

Autor do gol de empate no clássico entre Corinthians e São Paulo, em Itaquera, pelo Paulistão, o atacante Luciano participou do Seleção SporTV desta segunda-feira. A sequência de oito vitórias consecutivas foi interrompida com o resultado de domingo, mas o Tricolor praticamente garantiu o primeiro lugar geral da fase de grupos do estadual (a contagem de pontos continua no mata-mata). O jogador, porém, quer evitar a empolgação da equipe.

– Desde a saída do Diniz, a gente tem mostrado evolução, os atletas que vieram agora também chegaram muito bem, grandes atletas que foram campeões e vieram pra somar. Acho que está sendo uma mudança boa para a gente, o estilo de jogo do Hernán é diferente do Diniz. Mas estamos só no começo, temos de manter os pés no chão porque não ganhamos nada, estamos apenas no início de um trabalho, de uma nova gestão – afirmou Luciano.

Publicidade

O Mirassol ainda pode chegar aos mesmos 26 pontos do São Paulo, mas precisa tirar uma diferença de 16 gols de saldo. Os times se enfrentam na última rodada, no interior.

Luciano em treino do São Paulo — Foto: São Paulo FC / divulgação

Luciano em treino do São Paulo — Foto: São Paulo FC / divulgação

O atacante também falou sobre o novo papel que tem no time de Hernán Crespo e as diferenças entre o atual técnico e o antigo, Fernando Diniz.

– Tem diferença porque o Brenner tem mais mobilidade, sai da área, eu também saio. Mas agora o Crespo pede para o centroavante ficar mais na área, mais parado, e para que eu saia um pouco mais. Isso influencia um pouco também porque ano passado eu, com essa rotatividade com o Brenner, acabava ficando mais perto da área, e os gols saíram naturalmente. Agora pude fazer o gol. Muitas pessoas não entendem, mas eu tenho um papel diferente agora no time, tenho que ajudar o Pablo, mas são dois grandes jogadores.

– Eu acho que a principal diferença é o esquema de três zagueiros que a gente não estava acostumado a jogar. O Crespo chegou, colocou três zagueiro, e a gente teve tempo para treinar. Nosso time ao mesmo tempo que tem três zagueiro é ofensivo.