Miranda se destaca, faz gol no clássico e dá sinais de que será titular no São Paulo

28

GloboEsporte

Eduardo Rodrigues

Bruno Alves, Arboleda e Léo devem brigar pelas outras duas vagas no setor defensivo do Tricolor.

Nos últimos dois jogos do São Paulo, Miranda foi um dos principais destaques da equipe e começa a sinalizar que os demais zagueiros terão de brigar pelas outras duas vagas restantes no sistema com três defensores de Hernán Crespo.

Publicidade

Além da boa atuação defensiva no último domingo, no empate por 2 a 2 contra o Corinthians, na Neo Química Arena, Miranda abriu o placar em uma boa cabeçada após escanteio e comandou os companheiros com sua experiência. Foi seu primeiro gol desde o retorno ao Tricolor.

A liderança, inclusive, é um fator que pode pesar a favor do zagueiro na disputa por uma vaga no time titular. No jogo contra o Rentistas, do Uruguai, pela Libertadores, na semana passada, ele começou a partida entre os 11 e herdou a faixa de capitão de Daniel Alves, também titular.

Com a sinalização de Crespo de que o jogador será uma figura constante entre os titulares, Arboleda, Bruno Alves e Léo devem disputar as outras duas vagas. No clássico de domingo, Bruno Alves foi para o banco de reservas.

Miranda comemora o gol no clássico contra o Corinthians — Foto: Marcos Ribolli

Miranda comemora o gol no clássico contra o Corinthians — Foto: Marcos Ribolli

Contra o Rentistas, Léo estava suspenso pelo cartão vermelho recebido na estreia, e o time jogou com Miranda, Arboleda e Bruno Alves.

Nas primeiras entrevistas de Crespo pelo São Paulo, o treinador falou de sua preferência pelos zagueiros com boa saída de bola. Neste momento, Léo sai na frente da disputa por ter essa característica – ele é lateral-esquerdo de origem e o único zagueiro canhoto disponível.

Essa função, inclusive, tem sido bem desempenhada por Miranda. Os passes rápidos e os lançamentos são habituais no jogo do zagueiro. Contra o Corinthians, por exemplo, ele foi o zagueiro que menos errou passes, de acordo com o scout da Globo.

Passes dos zagueiros no clássico:

  • Miranda – 36 passes (4 errados)
  • Léo – 36 passes (6 errados)
  • Arboleda – 46 passes (12 errados)

Além desses números melhores do que os dos companheiros de zaga, Miranda foi o líder de desarmes da partida. Foram seis durante os 90 minutos.

Para a próxima quarta-feira, diante do Racing, na Argentina, às 19h (de Brasília), pela terceira rodada do Grupo E da Libertadores, Léo voltará de suspensão, e Hernán Crespo terá que escolher o seu melhor trio com as quatro melhores opções que tem no momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

2 × 2 =