São Paulo pode alcançar seu melhor início de Libertadores se vencer o Racing na Argentina

11

GloboEsporte

Time tricolor jamais ganhou as três primeiras partidas da fase de grupos da competição.

Contra o Racing, na Argentina, o São Paulo terá a oportunidade de alcançar seu melhor início em uma fase de grupos da Libertadores. Com duas vitórias na competição até agora, a equipe de Hernán Crespo precisa vencer na quarta-feira, às 19h (de Brasília), para superar a marca de 1974.

Naquele ano, em que foi vice-campeão da Libertadores, o São Paulo venceu o Palmeiras (2 a 0), o Jorge Wilstermann (1 a 0) e empatou com o Deportivo Municipal (1 a 1) – os dois últimos rivais da Bolívia.

Publicidade

Trinta anos depois, em 2004, o São Paulo começou com duas vitórias, sobre o Alianza Lima (2 a 1) e o Cobreloa (3 a 1), mas foi derrotado pela LDU, em Quito, por 3 a 0 – com 15 pontos, classificou-se em primeiro no grupo e só caiu na semifinal, para o Once Caldas.

Hernán Crespo em treino do São Paulo — Foto:  Felipe Espindola / www.saopaulofc.net

Hernán Crespo em treino do São Paulo — Foto: Felipe Espindola / www.saopaulofc.net

Esse início se repetiu dois anos depois, em 2006, quando o São Paulo bateu o Caracas (2 a 1) e o Cienciano (4 a 1), mas foi derrotado pelo Guadalajara (2 a 1). O time chegou à final, mas perdeu para o Internacional.

Na atual edição, o São Paulo estreou com um 3 a 0 sobre o Sporting Cristal, no Peru, e na semana passada fez 2 a 0 no Rentistas, do Uruguai, no Morumbi.

Se vencer o Racing, a equipe de Crespo chegará aos nove pontos e abrirá cinco de vantagem para o segundo colocado – os argentinos têm quatro pontos, enquanto o Rentistas, que enfrenta o Sporting Cristal no mesmo dia, tem um ponto. Os peruanos perderam as duas partidas realizadas até agora.

Para o jogo na Argentina, Crespo terá a volta de Léo. O zagueiro cumpriu suspensão contra o Rentistas por ter sido expulso na estreia.

O mais provável é que o São Paulo entre em campo com Tiago Volpi, Arboleda, Miranda e Léo; Daniel Alves, Luan, Liziero, Benítez e Reinaldo; Luciano e Pablo. Desses, só os quatro jogadores da defesa e Luan foram titulares contra o Corinthians, domingo, quando Crespo escalou um ti misto. Liziero, Benítez, Luciano e Pablo entraram no segundo tempo do clássico.

O elenco treina na manhã desta terça-feira, véspera do jogo, e viaja a Buenos Aires à tarde. No dia do jogo, os atletas fazem uma atividade pela manhã, no hotel. O confronto está marcado para as 19h (de Brasília).