“Produto de Cotia”: Marquinhos faz história e desponta como solução para Crespo no São Paulo

159

GloboEsporte

Eduardo Rodrigues 

Mais novo a marcar pelo Tricolor na Libertadores, garoto de 18 anos corresponde como titular.

Aos 18 anos, Marquinhos fez história com a camisa do São Paulo na última terça-feira. Além de ter se tornado o jogador mais jovem a marcar um gol com a camisa do Tricolor na Libertadores, ele foi fundamental para levar a equipe às quartas de final após a vitória por 3 a 1 sobre o Racing.

Publicidade

Marquinhos recebeu a sua primeira oportunidade como titular do São Paulo. Após sair do banco de reservas contra o Bahia, o próprio Racing no jogo de ida e contra o Fortaleza, o garoto desbancou os experientes Vitor Bueno, Pablo e Rojas no jogo considerado o mais importante após a conquista do Paulistão.

Por se tratar de um confronto decisivo e com o Tricolor pressionado precisando da vitória para classificar, a escalação de Marquinhos pode ter causado certa estranheza. Mas os primeiros minutos já foram deixando a desconfiança de lado.

Com muita movimentação no ataque, o garoto buscou o jogo em vários momentos. Em um dos lances mais perigosos do primeiro tempo, Marquinhos quase abriu o placar, aos 18 minutos, em uma cabeçada após cobrança de escanteio.

Marquinhos comemora primeiro gol pelo São Paulo — Foto: Staff Images / CONMEBOL

Marquinhos comemora primeiro gol pelo São Paulo — Foto: Staff Images / CONMEBOL

Aos 43 minutos, porém, começou a consagração. Após receber um lançamento perfeito de Miranda, Marquinhos conduziu a bola, invadiu a área e bateu na saída do goleiro Arias. O argentino ainda desviou a bola antes de bater na trave e voltar para Emiliano Rigoni abrir o placar.

Na volta do intervalo, o atacante de 18 anos precisou de apenas dois minutos para fazer o seu e cair na graça das torcidas. Dessa vez, ele recebeu passe de Benítez e chutou no canto para ampliar. Foi seu primeiro gol pelos profissionais do São Paulo.

Aos 11 minutos foi a vez de Marquinhos ser o garçom. O jovem jogador novamente invadiu a área da mesma maneira que fez nas outras duas ocasiões e só tocou para o lado para Rigoni fazer o terceiro do Tricolor e garantir a classificação.

– Ele fez sua estreia há uma semana, e voltar hoje como protagonista é uma satisfação para todo o clube. É um produto de Cotia e ver todos esses jogadores com essa qualidade de Cotia é uma grande satisfação. Mas precisamos de talentos que acompanhem eles – afirmou Crespo.

Jogadores do São Paulo comemoram classificação no hotel na base

Para quem acompanha as categorias de base do São Paulo, a qualidade de Marquinhos não é uma novidade. Desde os oito anos em Cotia, o garoto passou por praticamente todas as categorias e quase sempre atuou em níveis acima de sua idade.

Nesta temporada, com Alex, ele teve um começo que chamou a atenção de Hernán Crespo e sua comissão técnica. Em três jogos pelo sub-20, Marquinhos marcou dois gols e deu duas assistências. Rapidamente foi chamado para compor os profissionais.

– Com a comissão técnica e dirigentes olhamos sempre situação e o grupo de Cotia, e por isso que Welington está jogando, hoje Marquinhos. Mas já foi o Talles e outros jogadores. Acreditamos que os jovens são o futuro, mas precisamos de pessoas como Arboleda, Léo, Miranda, Volpi para ajudar eles – comentou Crespo.

Em alta, Marquinhos pode ser a solução que Crespo busca para o ataque. Nesta temporada, o treinador ainda não conseguiu encontrar a dupla ideal. No próximo domingo, às 16h, diante do Flamengo, no Maracanã, ele pode cravar de vez seu nome no time titular.

Leia também

1 COMENTÁRIO