Sem novo alvo para o ataque, São Paulo tem três dias para inscrever reforço na Libertadores

320

GloboEsporte

Clube quer centroavante para duelos contra o Palmeiras, mas buscas por gringo falharam.

O São Paulo definiu como prioridade nas últimas semanas a contratação de um centroavante, a tempo de inscrever esse reforço para as quartas de final da Libertadores, contra o Palmeiras. A demanda continua a mesma, as buscas falharam, e o prazo agora é mais curto.

Depois de não concretizar as contratações de Calleri e Benedetto, a diretoria não tem um novo alvo neste momento. O limite para dar esse novo atleta ao técnico Hernán Crespo é sábado à noite, de acordo com o regulamento da Libertadores.

Publicidade

As regras do torneio permitem a troca de até três atletas da lista de inscritos para as quartas de final da competição, sendo que isso deve ser concretizado até 72 horas antes do início desta fase – que começa justamente em São Paulo x Palmeiras, na terça-feira, 21h30 (de Brasília).

Muricy Ramalho e Crespo conversam em treino do São Paulo — Foto: Erico Leonan / saopaulofc

Muricy Ramalho e Crespo conversam em treino do São Paulo — Foto: Erico Leonan / saopaulofc

O São Paulo não teria dificuldades em encontrar vagas caso queira trocar jogadores da lista. Paulinho Boia e Bruno Rodrigues, que já deixaram o Morumbi, continuam na relação – que é longa, com 50 nomes, muitos deles de garotos da base que ainda não foram aproveitados no time principal.

A diretoria mirou seus esforços em atacantes estrangeiros no último mês. O primeiro a ser procurado foi Calleri, que deixou boa impressão ao defender o São Paulo em 2016. Apesar da vontade do atacante de voltar ao clube, o Deportivo Maldonado, equipe uruguaia com quem Calleri mantém vínculo, pediu muito dinheiro para negociá-lo.

Com Benedetto a dificuldade se deu com o jogador e seu empresário. O São Paulo propôs um empréstimo ao Olympique de Marselha, que topou um acordo, mas esbarrou nas pedidas do atleta e do agente, consideradas altas demais.

A Voz da Torcida – Caio: “Classificação tranquila e que venha a próxima fase”

Possibilidades no Brasil foram ignoradas: a diretoria entende que as opções à disposição não são apropriadas – o regulamento do Brasileiro impede a troca de clube de jogadores que já fizeram sete partidas por uma equipe no torneio, o que limita a busca.

A Crespo pede um atleta do tipo há tempos, uma necessidade que se tornou mais latente após a classificação da equipe nas oitavas de final. Os jogadores da posição não têm correspondido, como é o caso de Pablo, ou sofrem com seguidas lesões, como Eder.

As lesões, inclusive, tornaram essa procura mais urgente. Luciano não entra em campo há mais de um mês, e Marquinhos se machucou no último final de semana.

Juan, que estava no sub-20, pode entrar na lista da Libertadores — Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Juan, que estava no sub-20, pode entrar na lista da Libertadores — Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

A solução – ou tentativa de –, aparentemente, sairá de Cotia, mais uma vez. Nessa semana, Crespo convocou o jovem Juan, artilheiro do São Paulo no Brasileiro sub-20. Ele ficou no banco na vitória por 2 a 1 sobre o Vasco, na quarta, pela Copa do Brasil.

Juan, curiosamente, estava na lista da Libertadores da primeira fase, e deu lugar a Rigoni para as oitavas. O regulamento da Libertadores não cita impedimentos para que ele retorne à relação.

LEIA TAMBÉM: