Na mira de europeus, Gabriel Sara é esperança de receita para o São Paulo em meio à crise

238

GloboEsporte

 José Edgar de Matos

Meio-campista convive com sondagens e tem multa rescisória acima dos R$ 300 milhões.

Diante da irregularidade no Campeonato Brasileiro, o São Paulo tem um alento. No momento de afunilamento da competição na qual o time ainda briga contra o rebaixamento, Gabriel Sara se estabeleceu como um atleta fundamental no elenco. O desempenho gera expectativa para a próxima janela de transferências, na qual o clube necessita negociar atletas.

Publicidade

Gabriel Sara tem convivido com sondagens do futebol europeu neste ano. Há a expectativa de que esse estudo se torne algo concreto em janeiro, segundo fontes ouvidas pelo ge. A multa rescisória do meia, que renovou contrato em outubro, se aproxima dos 50 milhões de euros (mais de R$ 311 milhões).

Gabriel Sara celebra gol do São Paulo contra o Inter — Foto: Marcos Ribolli

Gabriel Sara celebra gol do São Paulo contra o Inter — Foto: Marcos Ribolli

O camisa 21 são-paulino é avaliado como um dos principais prospectos de Cotia pela característica de jogo, além da capacidade técnica e física aos 22 anos.

Sara consegue desempenhar funções diferentes no meio-campo e tem essa versatilidade como um chamativo no mercado.

O meia é descrito como um jogador competitivo e com biótipo de fácil adaptação ao futebol europeu. Destaca-se também a característica de Sara dar resultado em jogos com espaços mais fechados, distâncias curtas, e com campo para correr, em contra-ataques.

Aos 23 min do 1º tempo – finalização certa de Gabriel Sara do São Paulo contra o Palmeiras

O São Paulo, diante do caos econômico e com mais de R$ 600 milhões de dívidas, depende de negociações para amenizar um 2022 já comprometido financeiramente.

O clube tem alguns compromissos firmados para o ano que vem, como o pagamento de parte das rescisões de Daniel Alves e Hernanes, além da compra de Emiliano Rigoni. Vender atletas, portanto, surge como alternativa para amenizar a crise, ressaltada pelo técnico Rogério Ceni na última quarta-feira.

Embora com a multa próxima de 50 milhões de euros, Gabriel Sara dificilmente deixaria o São Paulo por este valor. Esse valor serve como uma defesa ao São Paulo, a fim de estipular o próprio preço para vender os atletas formados nas categorias de base.

Negociações, tanto para saída quanto para a chegada de reforços, ganharão maior atenção somente depois do término do Campeonato Brasileiro. O São Paulo se despede da competição no dia 9 de dezembro, às 21h30, diante do América-MG, em Belo Horizonte.

LEIA TAMBÉM: