São Paulo se aproxima de vender Tiago Volpi para o Toluca, do México

78

UOL

Brunno Carvalho

O goleiro Tiago Volpi está próximo de deixar o São Paulo. O clube aceitou a proposta de US$ 1,5 milhão feita pelo Toluca, do México, e conversa para definir os últimos detalhes antes de fechar o negócio. Apesar do valor ser menor do que os US$ 5 milhões (R$ 21 milhões) gastos em 2019 para contratá-lo, a diretoria trata a negociação como positiva. Volpi tem um salário considerado alto para um atleta que não vinha sendo titular. A saída ajuda a aliviar as finanças do clube, que vive grave crise financeira.

O camisa 1 perdeu espaço no São Paulo com a chegada de Jandrei e via com bons olhos uma volta para o México. Volpi se destacou nos anos em que ficou no Querétaro, antes de ser vendido ao São Paulo. Volpi teve um começo promissor na meta são-paulina. Contratado por empréstimo em 2019, ele foi o primeiro goleiro a se firmar depois da aposentadoria de Rogério Ceni e acabou contratado em definitivo. Naquele ano, defendeu dois pênaltis na semifinal do Paulistão, contra o Palmeiras, que colocaram o São Paulo na decisão.

Publicidade

O goleiro se manteve em alta em 2020, ano em que o São Paulo brigou pelos títulos do Brasileirão e da Copa do Brasil, mas não conseguiu manter o mesmo nível em 2021. Depois do título paulista, Volpi recusou uma proposta do Monterrey, também do México, para permanecer no São Paulo. No segundo semestre, contudo, acabou marcado por falhas contra Palmeiras, na Libertadores, e Fortaleza, na Copa do Brasil, que contribuíram na eliminação tricolor.

Marcado pela torcida, o goleiro perdeu espaço de vez com a chegada de Jandrei. Depois de um rodízio nas primeiras rodadas do Paulistão, Rogério Ceni definiu o novo reforço como dono da posição. Volpi soma 193 partidas com a camisa do São Paulo desde a sua chegada. Na atual temporada, contudo, ele atuou apenas sete vezes.

O goleiro se recupera de uma tendinite no ombro direito. Com a negociação avançada, ele pode ter feito sua última partida pelo clube em 28 de abril, quando foi titular na vitória por 3 a 1 sobre o Jorge Wilstermann, pela Copa Sul-Americana.

LEIA TAMBÉM: