VÍDEO – Libertadores 2005 – River Plate 2 x São Paulo 3

174

Pra matar a saudade e renovar as esperanças….VAMO SÃO PAULO!

6 COMENTÁRIOS

  1. Sem dúvida este time de 2005 era um timaço, mas não era só talento, e sim raça, alma e coração, no discurso de despedida do Rogério Ceni ele olha para os jogadores de 2005 e fala sobre isso, foi o time com mais alma e coração que ele pode participar. O Cicinho dava carrinho, jogava a bola para lateral e vibrava, na final da libertadores contra o Atlético Paranaense, o Fabão fez o gol de cabeça e comemorou chorando, a mesma coisa fez o Luisão, fez o gol e saiu chorando. O Amoroso ( que para mim foi a melhor contratação do São Paulo nos últimos 18 anos ) tinha talento e raça, ia para cima dos adversários. A equipe do mestre Telê Santana também tinha alma e coração, não era só talento, jogadores como Pintado, Ronaldão, Doriva, não tinham tanto talendo, mas jogavam com amor à camisa, isso é o falta hoje em dia. É verdade que não tem comparação o time de 2005 com o time de hoje, tecnicamente falando, mas nossos adversários não são tão superiores assim, a única forma de jogar de igual para é jogando com vontade, dedicação e amor à camisa, ou pelo menos respeitar esse camisa de tanta tradição, se dedicando mais à cada jogo. Só depende de cada um deles, vamos torcer…