Perto do fim da janela, Pato não garante permanência no São Paulo

67

GloboEsporte.com

Marcelo Prado e Tossiro Neto

Atacante confirma que teve conversas com dirigentes do Galatasaray e admite: “Não sei o que vai acontecer nos próximos dias.”

Alexandre Pato São Paulo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Pato tem o futuro indefinido no São Paulo
(Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Faltam dez dias para o fechamento da janela de transferências e o suspense continua: Alexandre Pato continuará ou não no São Paulo? O clube de Parque São Jorge, dono dos direitos sobre o atacante, tenta encontrar até o final de agosto um time que aceite pagar € 10 milhões (R$ 39 milhões). Focado no Tricolor, com quem tem contrato até 31 de dezembro, o jogador confirmou que conversou com dirigentes do Galatasaray, da Turquia, mas o negócio não foi adiante. E ele não sabe o que acontecerá nos próximos dias.

– Como foi publicado, um clube veio me procurar, o Galatasaray, mas não teve nada concreto. No meu caso, é preciso ver o que a outra parte (Corinthians) vai pensar. Eu sou profissional. Minha vontade é ficar aqui, estou muito feliz. Tive até uma conversa com o Osorio sobre o assunto e deixei claro que estou focado no São Paulo. Mas eu não sei o que vai acontecer daqui para frente – afirmou.

Pato também foi questionado se teria o poder de vetar uma negociação. Ele ficou em cima do muro, dizendo que tudo depende do que as partes vão conversar.

– Isso tudo vai de uma conversa entre São Paulo, Corinthians, eu e minha família. Nesse momento, não existe nada concreto, nada que faça o Corinthians se decidir pela venda – ressaltou.

O valor de € 10 milhões (R$ 39, 6 milhões na cotação da última sexta-feira) está estipulado no contrato com o São Paulo como multa. Pato só poderia deixar o Tricolor caso o Timão recebesse uma oferta que atingisse esse número. Mesmo assim, o clube do Morumbi tem a opção de igualar a proposta para ficar com o jogador, algo impensável neste momento por conta da crise financeira que atravessa.

O Corinthians se apressa para vender Alexandre Pato nesta janela e impedir que ele retorne ao CT Joaquim Grava em 2016. Na visão da diretoria, ele não tem mais clima para vestir a camisa alvinegra e, por isso, precisa ser negociado. Há algumas semanas, o superintendente de futebol Andrés Sanchez chegou a declarar, em tom de ironia, que emprestaria o jogador ao Bragantino caso ele retornasse.

Pato vive no São Paulo um de seus melhores anos como profissional. O atacante marcou 20 gols em 38 partidas, superando os números da temporada 2008/2009, pelo Milan, quando balançou as redes 18 vezes em 42 jogos.

1 COMENTÁRIO

  1. Sem dúvida é o melhor jogador do time, mas deve ir embora nessa janela ainda, senão em janeiro vai com certeza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

12 − sete =