Lucas Fernandes conquista Bauza e está perto de estrear pelo São Paulo

264

GloboEsporte.com

Alexandre Lozetti

Camisa 10 na conquista da Libertadores Sub-20, meia de 18 anos agrada nos treinos e tem grandes chances de estrear pelo time principal neste domingo, contra o Ituano.

Lucas Fernandes São Paulo (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)

Lucas Fernandes agrada a comissão técnica nos treinos (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)

É muito provável que Lucas Fernandes entre em campo pela primeira vez no time profissional do São Paulo neste domingo, contra o Ituano, pelo Campeonato Paulista. Aos 18 anos, ele foi, por enquanto, o único jogador promovido das categorias de base depois dos títulos da Copa do Brasil Sub-20, no ano passado, e da Libertadores de mesma idade, no início de 2016.

Na avaliação do técnico Edgardo Bauza, o meia está pronto para estrear depois de 20 dias de treino. Se ele não for titular neste domingo, tem grandes chances de entrar no segundo tempo. Ainda não é possível prever a escalação, em razão da longa viagem feita ao longo da semana, para Valera, na Venezuela, onde a equipe titular empatou com o Trujillanos por 1 a 1.

Também não há uma certeza sobre a posição que Lucas Fernandes ocupará quando tiver chances com Bauza. O 4-2-3-1 dificilmente será abandonado. O jovem, camisa 10 nos torneios de base, poderá executar a função de Ganso, mas é mais provável que atue pelo lado, não exatamente como um atacante de velocidade, mas um armador que articule mais aberto.

Não é só Bauza que aprova o futebol de Lucas Fernandes. Milton Cruz, que, nos treinos, segue dentro de campo, embora ocupe agora a função de coordenador do departamento de análise, também gosta do garoto. Acha que ele tem fundamentos importantes para a equipe, como bom chute de média e longa distância, além de personalidade.

A ascensão de Lucas Fernandes não terá a ver com a promoção de Luiz Antônio da Cunha, ex-diretor de futebol da base, e, agora, homem-forte no CT da Barra Funda após as saídas do vice-presidente Ataíde Gil Guerreiro e do antigo diretor, Rubens Moreno.

Sem vencer há quatro partidas – duas pelo Paulistão e duas pela Libertadores –, o São Paulo precisa bater o Ituano para recuperar uma boa posição no torneio estadual e acalmar os ânimos em torno do futebol, muito contestado. Uma das soluções poderá ser Lucas, feito em casa.