Mena confia na força da Vila Belmiro para ex-clube ajudar o São Paulo

60

ESPN.com.br

 

Mena São Paulo
Mena tornou-se o titular da lateral esquerda do São Paulo e acredita em ajuda do Santos

O lateral esquerdo Eugenio Mena conhece como poucos a força da Vila Belmiro. Ex-jogador do Santos durante a temporada 2014, o chileno afirmou que a atmosfera do estádio santista, casa do jogo entre o clube santista e o Osasco Audax, líder da chave são-paulina, às 16h (de Brasília) deste domingo, será uma grande aliada do São Paulo na busca pela primeira posição do Grupo C.

 

“O Santos tem que ganhar, vai jogar em casa com sua torcida e dentro de casa é muito forte. Precisa ganhar sempre, terminar na primeira posição”, afirmou o defensor, que ao mesmo tempo estará em campo pelo Tricolor para encarar o São Bento, no mesmo horário, em Sorocaba. “Trabalhamos bem aqui para encarar o São Bento e depois o River Plate”, assegurou.

Vice-líder do seu grupo, com 22 pontos conquistados, o time de Edgardo Bauza precisa vencer seu compromisso no interior do estado e torcer para que o Audax perca do clube alvinegro praiano. Com isso, chegaria aos 25 tentos e confirmaria a primeira colocação, assegurando o mando de campo nas quartas de final. Algo que, na visão de Mena, pode ser muito importante.

“Eu enfrentei o São Paulo com 63 mil pessoas no Morumbi, e faz a diferença. O Morumbi lotado, jogando Libertadores ainda, leva o time para frente. Pegar um adversário com estádio lotado para a gente vai ser uma motivação ainda maior, tanto no Paulista como contra o River. Contra o Trujillanos era 18 mil, mas a gente sentiu que a torcida apoiou muito, gritou muito durante o jogo e foi bom”, avaliou.

Por fim, de olho em um possível mata-mata contra um dos rivais seja no Estadual seja na Libertadores, Mena garantiu que, daqui para frente, a equipe estará mais preparada para essas ocasiões. Até agora, nos últimos 17 clássicos, foram apenas duas vitórias, goleadas sofridas por 4 a 0 ante o Palmeiras e 6 a 1 diante do Corinthians, além de eliminações frente ao Santos tanto no Paulista quanto na Copa do Brasil do ano passado.

“Muito abaixo [dos rivais] eu não sei se estamos, mas a gente precisa ganhar clássico. Todos sabemos que é um jogo importante, estamos devendo um pouco nesse sentido. Estamos encontrando um padrão de jogo que vai ser importante daqui para frente”, encerrou Mena.