Sem Calleri, Bauza tem três opções para escalar São Paulo; veja diferenças

80

GloboEsporte.com

Marcelo Hazan

Alan Kardec seria reserva natural; Ytalo tem atuado mais na função de Ganso do que como atacante; Centurión foi testado com êxito diante do Toluca.

O técnico Edgardo Bauza, do São Paulo, não poderá contar com Calleri, suspenso diante do Sport, nesta quinta-feira, às 21h (horário de Brasília), no Morumbi, pela 10ª rodada do Brasileirão. O artilheiro do Tricolor na temporada, com 15 gols, foi expulso no empate por 2 a 2 com o Flamengo, domingo, em Brasília. Para substituir o argentino, Bauza tem três opções: Alan Kardec, Ytalo e Centurión.

Veja abaixo como o time do São Paulo jogaria com cada uma dessas alternativas.

Alan Kardec, o reserva natural

São Paulo com Alan Kardec (Foto: GloboEsporte.com)São Paulo com Alan Kardec: troca simples de um centroavante por outro

Bauza pode fazer uma troca simples: sai Calleri, entra Alan Kardec. Centroavante por centroavante.

Os números, porém, são desfavoráveis ao reserva natural da posição.

O argentino soma 15 gols em 27 jogos, e Kardec fez um gol em 30 partidas.

O São Paulo, no entanto, quer recuperar a boa fase do jogador, assim como conseguiu com Michel Bastos, Wesley e Denis, antes contestados e agora mais seguros.

Com ele, o sistema 4-2-3-1 seria mantido sem nenhuma alteração de posicionamento da equipe.

O atacante fez função de meia como Ganso quando atuava no Santos, comandado por Muricy Ramalho, em 2012, mas tem sido usado por Bauza na função de centroavante.

O único gol marcado por Kardec no ano foi justamente contra o Santos, no empate por 1 a 1, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista.

Ytalo, o atacante e meia

São Paulo com Ytalo (Foto: GloboEsporte.com)No Tricolor, Ytalo tem sido mais meia que atacante

Contratado do Audax, vice-campeão Paulista, Ytalo foi para o São Paulo como atacante. É a posição de origem do jogador.

Mas a função com Bauza tem sido diferente. Ytalo jogou mais como meia centralizado, setor normalmente ocupado por Ganso, do que como atacante.

O novato disputou seis jogos pelo Tricolor. Em cinco, foi meia: contra Coritiba, Cruzeiro (fez o gol da vitória por 1 a 0), Atlético-PR, Vitória (até a entrada de Ganso, no intervalo, e terminou o jogo aberto como meia pela direita) e Flamengo (entrou na vaga do próprio camisa 10).

Veja no vídeo abaixo o lance em que Ytalo vem de trás para completar jogada iniciada por Ganso e Calleri, na vitória por 2 a 0 sobre o Vitória, no Morumbi.

Somente nos minutos finais do clássico com o Palmeiras ele foi atacante de ofício: ganhou a vaga de Alan Kardec

Ou seja, com Ytalo, Bauza poderá ter um atacante que também recua para confundir a marcação e permite a entrada de outros atletas na área, como o próprio Ganso, Kelvin e Michel Bastos.

Centurión, o falso nove

São Paulo com Centurión (Foto: GloboEsporte.com)“Falso 9”, Centurión foi bem na função contra o Toluca, pela Libertadores

A torcida do São Paulo se divide para falar do argentino. Em um dos jogos mais importantes da temporada, contra o Toluca, no Morumbi, pelas oitavas de final da Taça Libertadores, Bauza não tinha Calleri, suspenso, e Kardec, com virose, virou dúvida.

O comandante escolheu Centurión para jogar como único atacante na frente, em meio à inúmeras críticas da torcida, e acertou: ele fez dois gols na goleada por 4 a 0 e mostrou seu valor aos críticos.

Se Bauza repetir a tentativa, o São Paulo terá um time com mais mobilidade, mas sem uma referência fixa na área.

O argentino abre espaço pelas duas pontas e pode fazer tabelas com Michel Bastos e Kelvin.

Originalmente, Centurión é mais usado por Bauza como ponta aberto pela esquerda. O comandante gosta de explorar a habilidade mano a mano do argentino. Mas Michel Bastos deve atuar novamente por esse setor.

Veja as informações do São Paulo para a partida contra o Sport

Data: quinta-feira, às 21h (horário de Brasília)
Local: Morumbi, em São Paulo
Escalação provável: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio (Lugano) e Matheus Reis; Thiago Mendes, João Schmidt, Kelvin, Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos; Ytalo (Alan Kardec).
Desfalques: Calleri (suspenso), Wesley, Breno, Carlinhos, Hudson, Lucas Fernandes e Mena (machucados)
Arbitragem: Rafael Traci (PR), auxiliado por Rafael Trombeta (PR) e Pedro Martinello Christino (PR).
Transmissão: Premiére, com narração de Jorge Vinícius e comentários de Luiz Ademar.
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir das 20h

1 COMENTÁRIO