Tricolor pode ficar fora de torneios continentais depois de 14 anos

600

GazetaEsportiva.net

No Brasileiro, o São Paulo está fora da zona de classificação aos torneios continentais do ano que vem (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
No Brasileiro, o São Paulo está fora da zona de classificação aos torneios continentais do ano que vem (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O São Paulo pode começar 2017 em uma situação incômoda e incomum para seus torcedores nos últimos anos. Com uma campanha decepcionante no Campeonato Brasileiro, o clube corre o risco de sequer terminar a competição na zona de classificados à próxima Copa Sul-Americana. Caso isso venha a acontecer, o Tricolor não disputaria torneios continentais na temporada seguinte, o que não ocorre desde 2002.

A duas rodadas para o término do Brasileirão 2016, o São Paulo ocupa o modesto 13º lugar, com 46 pontos. A goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians fez a equipe sonhar com uma vaga na Copa Libertadores da América do ano que vem, mas o empate em 1 a 1 diante do Grêmio e a derrota por 2 a 0 para a Chapecoense acabaram com as chances matemáticas de classificação.

Mesmo que o Atlético-MG, quarto colocado, com 62 pontos, conquiste a Copa do Brasil, criando um G7 na Série A, o clube do Morumbi já não conseguiria mais alcançar o sétimo colocado, que é o Grêmio atualmente. Isso porque, mesmo que vença seus dois jogos restantes, o Tricolor chegaria aos 52 pontos, ainda um a menos que a agremiação gaúcha.

Para piorar, os recentes tropeços colocaram o time treinado por Ricardo Gomes em uma posição na qual não estaria garantido nem na Copa Sul-Americana de 2017, uma vez que o Brasileiro só oferece vagas ao torneio continental às equipes que terminarem a competição nacional entre o sétimo e o 12º lugar.

Dessa forma, se o São Paulo não conquistar resultados positivos contra Atlético-MG (fora) e Santa Cruz (casa) ficará de fora tanto da Libertadores quanto da Sul-Americana, repetindo um cenário de 14 anos atrás. Em 2002, o time não estava credenciado para disputar a primeira, enquanto a segunda não contou com equipes brasileiras naquela edição.

Apesar de correr o risco de ficar ausente nessas duas competições, o São Paulo iniciará a temporada 2017 disputando um torneio internacional, embora em caráter amistoso. O elenco, que deverá receber mais reforços até janeiro – Wellington Nem foi o primeiro anunciado oficialmente -, usará a Copa Flórida, nos Estados Unidos, como uma boa oportunidade de testar a equipe ao lado de times como Corinthians, Flamengo, River Plate e Bayer Leverkusen.

Após a derrota para a Chapecoense, o São Paulo ganhou folga nesta segunda-feira e se reapresentará ao técnico Ricardo Gomes nesta terça, quando iniciará a preparação para o confronto com o Atlético-MG, marcado para domingo, às 17 horas (de Brasília), em Belo Horizonte.

Veja abaixo a participação do São Paulo em torneios sul-americanos a partir de 2003:

2003: semifinais da Copa Sul-Americana
2004: semifinais da Copa Libertadores e segunda fase da etapa nacional da Copa Sul-Americana
2005: campeão da Copa Libertadores e primeira fase da Copa Sul-Americana
2006: vice-campeão da Copa Libertadores
2007: oitavas de final da Copa Libertadores e quartas de final da Copa Sul-Americana
2008: quartas de final da Copa Libertadores e etapa nacional da Copa Sul-Americana
2009: quartas de final da Copa Libertadores
2010: semifinais da Copa Libertadores
2011: oitavas de final da Copa Sul-Americana
2012: campeão da Copa Sul-Americana
2013: oitavas de final da Copa Libertadores e semifinais da Copa Sul-Americana
2014: semifinais da Copa Sul-Americana
2015: oitavas de final da Copa Libertadores
2016: semifinais da Copa Libertadores

1 COMENTÁRIO

  1. Para falar a verdade, eu ainda estava preocupado com o rebaixamento, mas o time sem cor da marginal sem numero e do estadio em forma de impressora do governo, ganhou do Internacional que só pode chegar a 45 pontos, e o São Paulo com 46 não corre mais este risco, se eu mandasse no São Paulo, ja começaria a partir de amanhã a dispensar os varios inuteis do elenco, contratar um goleiro de verdade, pedir ao Ricardo Gomes para se tratar e ficar com sua familia, é gente boa, honesto e trabalhador, mas não quero para casar com minha filha, quero um treinador, um estrategista, o São Paulo é muito grande para Ricardo Gomes e Denis, chega de fingir que as coisas estão bem, 2017 esta ai, planejar bem e lançar os meninos de Cotia aos poucos. 2016 para mim, foi um dos piores anos que vi do São Paulo, horrivel, to com saudade até do Marião, Marcelo Sergipano, Suélio.