Jardine segue como técnico do São Paulo: ‘Enquanto me sentir capaz e com força, vou continuar’

1736

ESPN

André Jardine ainda é técnico do São Paulo. Após a eliminação para o Talleres na fase prévia da Copa Libertadores, o comandante demorou quase uma hora para começar sua entrevista e muitos já davam a sua demissão como certa. Quando chegou, porém, seguiu falando como treinador tricolor e avisou que vai continuar no cargo.

PINT3238.jpg

“Eu realmente não sei dizer qual é meu limite. O que eu sei é quem está no futebol, jogadores, presidente, Raí, a gente está sujeito a suportar a pressão. Não pense que na base não tem pressão, tem muita demissão na base também. Todos nós estamos trabalhando muito, todos os dias, cooperando e acreditando que vamos ter um grande ano. Enquanto eu me sentir capaz e com força para seguir, vou continuar”, disse.

Até agora, Jardine tem oito jogos oficiais na temporada, com três vitórias, um empate e quatro derrotas. Nas partidas mais importantes do ano, porém, deixou a desejar. Além da eliminação na Libertadores, perdeu também para o Santos no clássico pelo Campeonato Paulista. Por isso tudo, vive sob fortíssima pressão.

“A gente vai trabalhando. Sinceramente não consigo pensar nisso (no quanto de pressão pode aguentar). Nesse momento o sentimento que domina é a frustração. Tudo que a gente queria era sair com a classificação. Aproveito a oportunidade para agradecer o apoio da torcida, a presença. A torcida fez sua parte”, disse.

“Nesse momento é a assimilação do jogo, bastante tristeza. Todos sofrendo dentro do vestiário e começando a pensar daqui para frente. O dia de amanhã a gente vai conseguir refletir melhor sobre todas as coisas”, completou.

E o São Paulo já tem mais um jogo importantíssimo no fim de semana: enfrenta o Corinthians, na Arena em Itaquera, pelo campeonato estadual.