São Paulo aposta em “espião” contra o Ituano para colocar crise no passado

781

UOL

Marcello Zambrana/AGIF
Igor Vinicius, lateral-direito do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Após os fracassos no início do ano, o São Paulo tenta começar a escrever uma história positiva em 2019 a partir de amanhã, na abertura das quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Ituano. Para surpreender o rival, que teve melhor campanha na primeira fase do estadual, o time do técnico interino Vagner Mancini conta com as informações do lateral direito Igor Vinícius, emprestado pela equipe do interior.

“Tenho bastante informação para passar para o Mancini, porque o Ituano foi um lugar onde eu vivi. Tenho a convivência com os meninos que estão despontando por lá. Amanhã [hoje] é o último treino para o jogo e, geralmente, a gente tem essa conversa ali no campo do CT sobre o jogo. Com certeza, dá para passar algumas coisas”, disse o lateral, em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

Com a experiência de ter disputado o estadual de 2018 pelo Ituano, Igor Vinícius criou laços com jogadores, integrantes da comissão técnica e dirigentes do clube do interior. Ex-jogador do São Paulo e hoje gestor do adversário nas quartas de final, Juninho mantém boa relação com o ala e deu boas referências do lateral para integrantes do departamento de futebol tricolor antes de o empréstimo de uma temporada ser assinado.

“É uma pessoal pela qual eu tenho um carinho enorme, porque ele me deu total suporte quando eu estava lá. Ele conversava bastante comigo. Quando eu fui emprestado para a Ponte Preta, ele me chamou em sua sala e falou para eu manter esse nível de performance, não mudar nada do que eu vinha fazendo, porque com certeza eu iria conseguir ter mais conquistas na minha carreira”, completou o lateral.

Confira os principais trechos da entrevista com Igor Vinícius:

Crise no São Paulo

A gente sabe que o início de ano não foi do jeito que queríamos. Gostaríamos de fazer uma campanha melhor, mas já passou. Sabemos que não foi de encher os olhos essa primeira fase do Campeonato Paulista, mas agora a gente tem a oportunidade de mudar as coisas. A chave mudou. É fase mata-mata, quem se impor mais e tiver mais dedicação vai passar. A gente espera crescer e alcançar nossos objetivos nessa nova fase da competição. É um novo ano que começa. É uma oportunidade para esquecer tudo que ficou lá atrás. A ideia é a gente ir passo a passo para chegar até a final, o que seria bem importante até o término da temporada.

Pressão por jogar em clube grande

É diferente defender um clube como o São Paulo. Quando você joga pelo Ituano enfrenta um outro tipo de pressão. Mas eu vim para cá pelo que fiz nos outros clubes, tanto pelo Ituano quanto pela Ponte Preta. O que fica é a dúvida se vou conseguir manter esse nível em um grande clube. Tenho tentado agarrar as oportunidades que recebo e quero continuar a manter isso ao longo do ano.

Juninho Paulista

Ele cobra bastante dos atletas, para que joguem para frente. É um cara que, quando era jogador, tinha muito essa característica de ser ofensivo. Então, a conversa que ele mais tinha com a gente era sobre como você deveria se impor no jogo, de gostar de ficar com a bola e sempre procurar atacar o adversário. A ideia era não ficar muito de toque para trás. Ele queria que a gente fosse agressivo. Ele gostava bastante de mim e pedia para eu continuar a ter essa agressividade.

Morumbi

Eu acho que dificilmente o friozinho na barriga antes de uma partida vai deixar de existir. Ainda mais pela importância que tem esse jogo e por ser no Morumbi. O foco é o mesmo, é ter a concentração para desempenhar um bom papel.

Nota da redação: São Paulo volta a jogar no Morumbi, após o estádio ser danificado pelas chuvas durante o Carnaval. Em toda a sua carreira, Igor Vinícius só atuou uma vez em sua carreira na casa tricolor.

Renovação de contrato

O Paulistão pode ser um ponto de partida. Recebi oportunidades, agora venho de uma sequência boa. Tem muita coisa para rolar pela frente e espero conseguir manter esse nível de jogo. Preciso estar concentrado o ano todo. Não adianta estar bem agora e deixar a desejar depois. Então, é preciso ter esse equilíbrio para no fim do ano, se eles decidirem renovar comigo, eu ficar muito feliz.

1 COMENTÁRIO

  1. Não precisa de espião, mas sim de competência e vontade.
    Agora com o bando de vagabundos, bicho preguiça, paneleiros e meia boca,
    irão ganhar de quem.
    Triste fim fim de um clube na mão de incompetentes e amadores.
    Uma diretoria medíocre, preocupados com negociatas em beneficio próprio.
    FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.FORA LECO,RAI E PASSARO.