Atlético-MG tem dúvida no ataque para pegar o São Paulo; veja provável time

440

UOL

Bruno Cantini/Atlético-MG

Terceiro colocado na tabela do Brasileirão, o Atlético-MG faz amanhã seu último jogo antes da parada para a Copa América. Às 20h, no estádio Independência, o Galo recebe o pressionado São Paulo do técnico Cuca. Para o jogo do Horto, Rodrigo Santana pode mudar sua referência dentro da área e tem uma escolha a fazer: Alerrandro ou Ricardo Oliveira. Alerrandro é o mais novo xodó da torcida. Aos 19 anos, vem aproveitando cada chance que tem no time. Até aqui, o garoto já marcou 12 gols, um só a menos que Ricardo Oliveira, artilheiro da equipe na temporada. Acontece que o veterano já não marca há nove partidas, e tem chances reais de começar entre os suplentes.

Apesar de próximos na tabela, Atlético e São Paulo vivem momentos distintos na temporada. Classificado na Copa do Brasil, o Galo quer ir para a pausa da Copa América entre os primeiros da tabela, e pode subir até para a vice-liderança. Dois pontos atrás dos mineiros, o Tricolor tem como principal meta retomar o caminho das vitórias, já que não sabe o que é vencer uma partida a seis compromissos, incluindo aí uma eliminação na Copa do Brasil. Provável escalação: Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison (Adilson), Elias; Cazares, Chará e Luan; Ricardo Oliveira (Alerrandro). Técnico: Rodrigo Santana.

Provável escalação: Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison (Adilson), Elias; Cazares, Chará e Luan; Ricardo Oliveira (Alerrandro). Técnico: Rodrigo Santana. Principais dúvidas: a principal dúvida é no ataque. Alerrandro está pedindo passagem contra o concorrente e até então titular Ricardo Oliveira, que está em má fase. Pendurados: Luan e Zé Welison são os jogadores pendurados do Galo. Suspensos: a equipe mineira não tem jogadores suspensos para o confronto.

Lesionados: Uilson e Gustavo Blanco se recuperam de cirurgias e só devem voltar aos gramados em 2020. Retrospecto no Brasileiro: Desde 1971, as equipes já se enfrentaram por 58 vezes no Campeonato Brasileiro. O histórico é muito acirrado e conta com 21 vitórias do Galo e 20 do Tricolor. Por 17 vezes, a partida terminou empatada.