Diniz se inspira em Telê e propõe “ganhar e jogar bonito” no São Paulo

226

UOL

Arthur Sandes e José Eduardo Martins

Fernando Diniz falou pela primeira vez como treinador do São Paulo na tarde de hoje, em sua apresentação oficial no CT da Barra Funda. Em entrevista coletiva bem curta ao lado do executivo de futebol, Raí, o treinador disse se inspirar no Tricolor dos tempos de Telê Santana, chegando com o objetivo de “vencer e jogar bonito” “Sinto-me honrado, é um sonho realizado de trabalhar em um dos maiores times do mundo”, afirmou Diniz, relembrando a história recente do clube. “Todos sabem que o principal do meu trabalho é tirar o melhor dos jogadores. O DNA do São Paulo tem tudo a ver comigo, porque quando se fala de São Paulo sempre se lembra do time do Telê [Santana], que ganhava e jogava bonito. Esta é a nossa ideia, e ganhar muitos títulos.”

Diniz chega ao São Paulo com o desafio de se provar em um clube grande, após trabalhos criticados em Athletico e Fluminense. Em jogos do Brasileirão, por exemplo, o treinador tem aproveitamento de 26% na carreira (cinco vitórias e seis empates em 27 jogos). Por outro lado, o contratado é uma aposta do Tricolor para mudar de rumo e de filosofia após a saída de Cuca. A contratação dividiu opiniões de torcedores, mas Fernando Diniz diz não perder o sono com as possíveis críticas. “Acompanho internet muito pouco. Tenho convicção do meu trabalho. Falam de resultado, mas no Fluminense, quando sai, estava nas quartas de final da Copa Sul-Americana e tinha a aprovação do torcedor. Estou convicto do que temos de fazer”, afirmou o técnico. De Cuca para Diniz muita coisa muda no São Paulo, mas o novo treinador avisa que a implantação de seu estilo será gradativa. “Não vou mudar tudo que estava feito, porque Cuca é um grande treinador, o [André] Jardine é um estudioso”, explicou, defendendo seus ideais de futebol “Não é teimosia, foi a minha maneira que me trouxe ao São Paulo. Os resultados vêm com o trabalho consistente. Eu tive melhora do Athletico para o Fluminense, quem acompanha o meu trabalho vê. Esta maneira de trabalho tende a levar às vitórias”, afirma Fernando Diniz.

Ao considerar a contratação de Diniz, ontem, o departamento de futebol achou importante ouvir a opinião dos jogadores apontados como líderes do elenco. Foi aí que o nome do treinador ganhou ainda mais força no Tricolor. Afinal, as referências eram positivas de quem já tinha trabalhado com ele, como Tchê Tchê e Pablo, ou de quem o conhecia por referência de outros colegas. O próprio Raí falou em “consenso entre pessoas que fizeram parte da decisão”, incluindo “lideranças do grupo”.

Fernando Diniz estreia no São Paulo às 19 horas (de Brasília) de amanhã, no Maracanã, em visita ao líder Flamengo. O treinador fez um único treino antes da partida, na manhã de hoje, quando conversou com o elenco. A sexta-feira tricolor é tão atribulada que a apresentação do treinador durou menos de 20 minutos, culpa da agenda apertada e da viagem ao Rio de Janeiro nesta tarde.