São Paulo é derrotado pelo Racing no Morumbi e perde liderança do Grupo E

32

GazetaEsportiva

Não foi nesta terça-feira que o São Paulo garantiu sua classificação às oitavas de final da Copa Libertadores. Recebendo o Racing, no Morumbi, pela quinta rodada do Grupo E, o time comandado por Hernán Crespo perdeu não só sua invencibilidade na competição ao sair de campo com a derrota por 1 a 0, mas também a liderança da chave. Novillo foi o autor do gol dos argentinos no primeiro tempo.

Ambas as equipes entraram em campo nesta terça-feira com uma formação alternativa. O São Paulo porque divide as atenções com a final do Campeonato Paulista, e o Racing porque também pensa na semifinal da Copa da Liga Argentina.

Com o resultado, o São Paulo terá de torcer para que o Rentistas não vença o Sporting Cristal nesta quarta-feira para poder garantir sua presença antecipada no mata-mata da Libertadores. O Racing, por sua vez, já não possui qualquer chance matemática de ficar de fora das oitavas de final.

Publicidade

O jogo – O São Paulo começou a partida mais ligado e não demorou muito para criar a primeira chance de gol. Aos dez minutos, Igor Gomes desviou o cruzamento pela esquerda e quase abriu o placar, vendo o goleiro Arias fazer a defesa com os pés para evitar a vantagem tricolor no Morumbi.

Os donos da casa seguiram com uma maior posse de bola. Tentando encontrar espaços na defesa do Racing, o São Paulo rodava de um lado para o outro, mas não conseguia achar uma brecha para infiltrar. Os argentinos, por sua vez, responderam quando o Tricolor menos esperava. Aos 27 minutos, Lovera recebeu com liberdade e cruzou na área. Novillo completou de cabeça, no cantinho, sem chances para Tiago Volpi.

Tendo de reagir, o São Paulo continuava com dificuldades na criação. E se não dava para agredir o adversário com a bola nos pés, o jeito era tentar nas bolas paradas. Aos 33, após cobrança de escanteio de Igor Gomes, Vitor Bueno ficou com a sobra e fez o giro já finalizando para o gol, mas o chute saiu fraco, e Arias fez a defesa sem muito esforço, garantindo a vitória parcial do Racing no primeiro tempo.

Segundo tempo

O São Paulo não apresentou grandes mudanças do primeiro para o segundo tempo. Mais eficiente, o Racing só não ampliou no início da etapa complementar porque o árbitro marcou impedimento de Orban, que estufou as redes ao completar cruzamento de cabeça, mas realmente estava adiantado. O Tricolor só respondeu aos 14 minutos com Igor Gomes, que recebeu passe de Orejuela, matou no peito, invadiu a área e bateu cruzado, para fora.

Depois da entrada de Daniel Alves, Luciano e Shaylon, o São Paulo teve uma leve melhora e quase que o trio protagoniza a jogada do gol de empate, mas o atacante tricolor acabou perdendo a grande oportunidade ao se enrolar com a bola.

Nos minutos finais, Daniel Alves fez tudo certo para se consagrar como o herói da noite, mas o trio de arbitragem venezuelano estava esperto. Aos 34, Welington cruzou no segundo pau, e o camisa 10 apareceu para cabecear cruzado, estufando as redes, porém, Jesús Valenzuela marcou impedimento do craque tricolor. Assim, coube aos donos da casa se conformarem com a perda da invencibilidade de 14 jogos com Crespo.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 1 RACING (ARG) 

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Data: 18 de maio de 2021, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Jesús Valenzuela (VEN)
Assistentes: Tulio Moreno (VEN) e Lubin Torrealba (VEN)

Gol: Novillo, aos 27 do 1ºT (Racing)
Cartões amarelos: Welington, Rodrigo (São Paulo); Domínguez, Copetti, Arias (Racing)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Diego Costa, Rodrigo e Bruno Alves; Orejuela (Daniel Alves), Rodrigo Nestor, William (Shaylon), Igor Gomes (Hernanes) e Welington; Galeano (Rojas) e Vitor Bueno (Luciano).
Técnico: Hernán Crespo

RACING: Arias; Novillo, Orban e Segovia (Sigali);  Aníbal Moreno, Martínez, Galván (Mena) e Domínguez; Matías Rojas (Piatti); Maximiliano Lovera (Miranda) y Leandro Godoy (Copetti)
Técnico: Juan Antonio Pizzi

Leia também: