Sextas Tricolores – Momento De Renovação

107

Quem me acompanha por aqui sabe que já postei uma coluna com esse mesmo título. Acreditei que com a chegada do Leco à presidência algumas coisas iam mudar e o São Paulo teria estruturas mais sólidas para começar o ano de 2016. Não foi exatamente isso que aconteceu, pelo menos em um primeiro momento, mas começamos a ver mudanças significativas ocorrendo dentro do nosso amado clube.

A saída de Gil Guerreiro e, a mais comentada, saída de Milton Cruz representam um novo momento para o Tricolor. Embora eu o considerasse importante para o São Paulo sou obrigado a reconhecer que nos últimos anos ele não desenvolvia um bom trabalho.

Não consigo me lembrar qual foi  o último bom jogador que ele indicou e deu realmente certo na equipe. Foi o Miranda? Quanto tempo tem isso? Cinco, seis, sete anos? Complicado! E como todo funcionário que não rende bem, acabou dispensado. Desejo sorte ao Milton, deixo meus sinceros agradecimentos por todo esse tempo prestado ao São Paulo e peço respeito por parte da torcida que, pelo que pude ver, estava eufórica, “xingona” e comemorando muito essa saída. São coisas da vida e o SPFC vai seguir!

O Jogo De Quarta

Que sofrimento! Foi uma partida sofrida, doída e cheia de perigos. Entretanto, apesar de tudo, o talento resolveu o problema para o Tricolor. Um passe magistral do Ganso e uma finalização extremamente feliz do gringo acabaram dando os 3 suados pontos ao São Paulo e nos colocando, novamente, na rota de vitórias. Espero que consigamos encaixar uma boa sequência e, assim, recuperar um pouco do nosso prestígio. O próximo jogo vai ser complicado, o Santos, na Vila, mas precisamos de gana.

Reconheço que vontade não tem faltado ao time. Ninguém foge de divididas, não param de correr e vem melhorando seu nível de trabalho, mas falta mais. Falta o meio para frente funcionar e o time marcar mais gols. O Ganso não pode jogar sozinho por muito mais tempo e, para piorar, não vai jogara o clássico. O Bauza precisa estruturar melhor o nosso ataque e, PRINCIPALMENTE, parar de apostar no Carlinhos.

A Rodagem Que Falei Semana Passada

Dois jogadores do nosso plantel são a prova viva de que a rodagem faz toda a diferença para os atletas que não são os chamados “fora de série”. Matheus Caramelo e João Schmidt voltaram dos seus respectivos empréstimos muito mais experientes, equilibrados e úteis ao nosso São Paulo. Não são craques, longe disso, mas possuem características que nós precisamos hoje como força física (Caramelo) e um passe muito bem treinado e apurado (João).

Esse é o tipo de planejamento que precisa ser feito e que, acredito, será melhor realizado com o novo diretor da base. Emprestar os meninos, dar uma rodagem e utilizá-los no time principal onde, diga-se, não é fácil jogar. Estamos há alguns anos sem conquistar títulos e a pressão aumenta cada dia mais sobre os atletas. Mais do que isso, aumenta a pressão sobre os meninos o que, com certeza, não será bom para ninguém. Não vamos queimar bons jogadores devido à nossa impaciência!

A Torcida

Se o time precisa melhorar nós, enquanto torcedores do maior clube do Brasil, também podemos. Chega de dar vexame nas arquibancadas. Os rivais SEMPRE lotam os estádios. PRECISAMOS fazer isso e empurrar o time para as conquistas que tanto desejamos.

Saudações Tricolores!

Contato?

@Abroliveira ou [email protected]

foto abrahao oliveiraAbrahão de Oliveira é jornalista, formado pela Universidade Metodista de São Paulo, dono da @spinfoco, são-paulino e tem o sonho de cobrir um mundial de clubes com o clube do coração. 

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.