Além das 4 linhas – Importância do treinador

393

Infelizmente nosso iniciante treinador chegou ao SPFC tirando o que Dorival havia feito de positivo, o esquema que garantiu um meio de campo forte, criativo e ágil. Pablo, Alisson, Rato e Nestor fazem exatamente isso que acabei de escrever. Lucas e Calleri tinham mais liberdade, mas ajudam muito também, já que o futebol atual pede ocupação de espaços.

Carpini sacou o terceiro volante do esquema, no caso o Nestor, e colocou mais um atacante, no caso Luciano. O SPFC tem elenco suficiente para manter o meio mais povoado, já que Michel, Galoppo, Luis Gustavo e Bobadilla fazem esta função. O time fez 13 partidas no Paulista e levou 13 gols. Tirando os 4 “clássicos”, só jogou contra clubes pequenos e de divisões inferiores nos brasileiros. Como escrevi semana passada, o SPFC é o time da séria A que mais gols leva por chutes desferidos pelos adversários.

A esperança é ver isso alterado após a intertemporada de agora. Em breve teremos um jogo de libertadores para conferir o que aconteceu nestes dias de treinos. Amigos, eu não escrevo tudo isso por estar puto da vida com a desclassificação no estadual, em verdade nem ligo para ele. Eu escrevo em função da forma que vejo o time jogar e se comportar em campo. O gol sofrido contra o Novo Horizontino foi uma piada, por exemplo.

Publicidade

A imprensa especializada não comenta os bastidores de procura por um novo treinador, mas tenho certeza de que isso está ocorrendo, já que imagino ter gente competente no comando do nosso departamento de futebol. Será uma decepção gigante se isso não ocorrer. Como já afirmei muitas vezes, Carpini veio por falta de opção e não precisa falar isso para mim, eu sei. Ninguém compra muita carne, muita cerveja e carvão sem ter alguém que saiba fazer disso tudo um churrasco. Quem faz do elenco um time é o treinador e o SPFC não pode estar montando um bom elenco para dar a um iniciante!

Alguém aqui acredita mesmo que o Manchester City paga uma fortuna ao Guardiola sem ver a extrema necessidade nisso? Uma organização que pode comprar os jogadores que quiser para montar um superelenco faz questão de ter o melhor treinador à toa? Eles não poderiam ter um treinador mediano? Ou mesmo bom? Correram atrás do Top dos tops só para sair no jornal? E os demais grandes clubes da Europa correm atrás dos melhores treinadores só para fazer inveja aos demais? Para sair na revista Caras?

Amigos, desde que acompanho futebol, que foi exatamente o campeonato brasileiro de 1977, que sei disso. Naquele ano o SPFC contratou o melhor do Brasil e ganhou seu primeiro BR. Deste ano em diante, toda vez que juntou bom elenco com bom treinador o tricolor levou uma taça para casa. Faz sentido para vocês? Em meu entendimento é clara a importância de um bom, experiente e vitorioso treinador.

Assim sendo, se Muricy sabe o que é futebol, e ele sabe muito, e já foi um destes grandes treinadores que levaram taças ao Morumbis, ele quer um bom treinador e ainda não contratou simplesmente porque não conseguiu. Eu disse ainda.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes