Além das 4 linhas – Reconquistando

320

Já são 3 partidas sem o iniciante Carpini e nelas o comportamento do time foi elogiado. Aliás, comportamento, desempenho, esquema tático e alegria de jogar. A defesa, que era uma peneira, passou em branco pelos desafios complicados que o time teve. Se alguém tinha dúvidas sobre a importância de um treinador, espero que tenha acabado.

A grande questão continua sendo o DM. Como o SPFC sofre com contusões! Isso é o DM, a preparação, características dos atletas ou o esquema do ex-treinador que arrebentou a galera? Só os especialistas podem responder. Que um esquema como o do Carpini ajuda a piorar, sabemos. Que o clube estava ou ainda está sucateado, também sabemos. Que o elenco conta com gente um pouco mais idosa, sabemos. Mas voltamos aos tempos do Rogério Ceni quando todo jogo tinha gente saindo machucado?  Zubeldia declarou que na Copa do Brasil fará um rodízio.

Reconquistar o bom futebol é uma coisa desejável, reconquistar contusões não é nada bom!

Publicidade

Vamos aguardar o pronunciamento do clube sobre os novos casos, mas uma coisa é certa: Wellington jogou partidas demais neste ano em curto espaço de tempo por falta de opção no elenco. Lucas marcava lateral no esquema suicida do Carpini. Pablo Maia também atuou em todas. As últimas 3 partidas foram em 3 cidades muito distantes uma da outra. Tudo é muito desgastante.

Falando do time, Lucas voltando, e está próximo, o time crescerá. Rato ainda demora, infelizmente. Rafinha faz falta. Nestor em forma ajuda muito. Estes caras fazem parte do melhor SPFC dos últimos anos, o time que ganhou a Copa do Brasil em 2023.  Luciano é o “reserva” do Lucas. André o “reserva” do Rato ou Calleri. Ferreira a opção para segundo tempo do Nestor na esquerda. Luciano deve, deveria ou deverá entrar em toda partida assim que os titulares voltarem, assim como Ferreira e André. Bobadilla, Galoppo, Michel e Luiz Gustavo as opções para a volância. O tal do James é um produto de marketing que quando entra em campo sua preguiça faz o time piorar. Se o SPFC quer um armador, que busque outro, pois este é caro e nada rende!

Penso que Zubeldía conhecendo o elenco pedirá algumas peças, algumas são muito conhecidas, o lateral esquerdo por exemplo. Para a lateral direita é muita falta de sorte se 2 dos 3 voltarem a sentir contusão ao mesmo tempo. Para volantes o elenco tem opção em minha opinião. O Erick não decolou e poderá fazer falta, já que Rato vai demorar a voltar.

Amigos, o SPFC vem aos poucos subindo o nível, ainda não foi possível recuperar todo o tempo perdido, já que o clube tem uma folha de pagamento hoje bem menor do que tem Palmeiras e Flamengo. Para chegar lá, vejo como saída o pagamento da dívida. O meu simples raciocínio é que a instituição deve R$ 600 milhões. O custo anual disso é de no mínimo R$ 60 milhões por ano. Este é o dinheiro que poria o SPFC no nível dos demais.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes