Memórias Tricolor – Fábio Simplício

926

No 1º jogo das finais do Campeonato Paulista em 14 de abril, uma das torcidas organizadas do São Paulo homenageou alguns ex-jogadores que fizeram história pelo Tricolor, entre os homenageados Fabio Simplício volante que hoje contaremos sua história.

Garra, disposição, entrega, amor a camisa e principalmente ao Escudo, Cores e Camisa Tricolor, Fábio Henrique Simplício, nasceu em 23 de setembro de 1979, na cidade de São Paulo. Cresceu em Itapecerica na grande São Paulo, família humilde, simples, trabalhadora. Logo Fábio Simplício descobriu sua grande vocação, o Futebol.

Resultado de imagem para fabio simplicio gol de calcanhar

Foi nos campinhos de Itapecerica que Fábio Simplício começou aquela que seria uma grande carreira. São Paulino de berço e coração foi para as categorias de base do Tricolor. Em 2000 seu sonho se realizou e Fábio Simplício estreou no time principal do São Paulo.

Um volante versátil que atuava também como meio campo ajudava a armar as jogadas, e logo se tornou peça fundamental para os elencos de 2001 e 2002, quando o São Paulo conquistou o Torneio Rio-São Paulo em 2001 e o Super Paulistão em 2002.

No Campeonato Brasileiro de 2002, o São Paulo era disparado o melhor time, com grande vantagem ficou em 1º colocado, porém o regulamento era do campeonato em duas fases, sendo que os 8 primeiros colocados disputariam em formato mata-mata a segunda fase. Mesmo não sendo campeão, foi nesse campeonato que Fábio Simplício entrou para sempre na galeria de “Guerreiros do Tricolor”, pois em um dos jogos com o Santos o jogador Diego do Santos foi pisar no escudo que fica próximo ao gramado no Estádio do Morumbi e Fábio Simplício não teve dúvida foi lá e tirou Diego do Escudo Sagrado cobrou do atleta respeito. A torcida foi ao delírio.

Em 2004 a diretoria do São Paulo negociou o atleta com o Parma da Itália, a negociação ocorreu à revelia do jogador que ficou muito decepcionado com o Clube e chegou até a dar entrevistas alegando que seu amor pelo São Paulo tinha diminuído.

Do Parma Fábio Simplício foi para o Palermo e depois para o Roma, porém não teve muitas oportunidades e rescindiu seu contrato para ir para o Vissel Kobe do Japão. Essa transferência foi um alivio para os torcedores do Tricolor, pois ele era especulado para ir para o Corinthians.

Em 2016 Fábio Simplício retornou ao Brasil para jogar pelo Batatais no interior de São Paulo, onde encerrou a carreira.

Pela seleção brasileira Fábio Simplício foi convocado para jogar dois amistosos, porém o técnico Dunga só o colocou no amistoso contra o Omã em 17 de novembro de 2009.

Um fato marcante da história de Fábio Simplício aconteceu quando ele tinha apenas 8 anos, e sua família sofreu uma ação de reintegração e posse de uma parte do terreno na casa em que viviam. Ao se deparar com a situação e a historio, os policiais ficaram com dor no coração e tentaram argumentar com o dono do imóvel que irredutível foi de uma falta de educação terrível, nesse momento Fábio Simplício prometeu para ele mesmo:

“Vou crescer, vou jogar no São Paulo, vou ficar rico e vou comprar esse quarteirão todo aqui da favela.”

Após todo seu sucesso como jogador, Fábio Simplício cumpriu sua promessa e comprou todo o quarteirão onde hoje moram mais de 20 membros de sua família.

Exemplo de garra e dedicação Fábio Simplício é nossa inspiração para o próximo jogo.

Força São Paulo Vamos Ser Campeão!

Gustavo Flemming, 40 anos de amor ao SPFC, é empresário no segmento de pesquisa de mercado e consultoria em marketing.

Contato: [email protected]

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.