São Paulo cogita empréstimo de Centurión, e Vitória se interessa

241

GloboEsporte.com – André Hernan e Marcelo Hazan

Centurión São Paulo (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)Centurión: em baixa no São Paulo
(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

O São Paulo cogita a ideia de emprestar Centurión, em baixa desde o início do ano. O argentino recebeu seguidas chances como titular do técnico Edgardo Bauza, mas não emplacou em 2016.

O pensamento inicial da diretoria é dar rodagem ao atleta com a transferência, mas a decisão será tomada pelo treinador. De olho na situação, o presidente do Vitória, Raimundo Viana, demonstrou interesse em entrevistas recentes. Dirigentes do São Paulo, porém, afirmam que nenhum contato foi feito pelo clube baiano até o momento.

O empresário que representa Centurión, Fábio Galante, no entanto, descartou completamente a possibilidade dessa transferência. O agente afirmou que também sequer foi sondado pelo Vitória e que não há chance de concretizar essa eventual negociação.

No domingo, Centurión foi titular do time misto do Tricolor na derrota por 1 a 0 para o São Bento e cresceu de produção. O argentino participou das principais jogadas ofensivas criadas pelo São Paulo, algumas delas desperdiçadas por Alan Kardec. A boa atuação, inclusive, pode lhe dar mais respaldo de Bauza para continuar no clube.

O treinador, no entanto, falou mais de uma vez publicamente que quer reforços para o elenco no meio do ano. Por isso, quer três ou quatro contratações da sua confiança.

Este ano, São Paulo e Vitória negociaram Kieza. O atacante, ex-Bahia, ficou menos de três meses no clube do Morumbi. O Tricolor paulista recebeu 1 milhão de dólares, valor investido na contratação junto a um clube chinês, e dois atletas da base no acordo: Ruan Café e Geovane, dupla que trabalha com o time sub-20.

Centurión foi contratado em 2015, com dinheiro disponibilizado pelo agora diretor de marketing Vinicius Pinotti, à época sem cargo no clube, durante a gestão do ex-presidente Carlos Miguel Aidar. Antes badalado, ele passou a ser alvo constante de críticas dos torcedores, sem paciência com seu baixo rendimento.

3 COMENTÁRIOS

  1. me enganei tremendamente com o Bauza, achei que ele poderia ser solução para formar um time copeiro, porém é um técnico ruim, medroso, sem noção do que é jogar no Brasil. Assim expõe o São Paulo a estar fadado a perder o semestre, com derrotas no paulista e libertadores. Espero que a direção acorde e dispense este traste.

  2. O Centurión jogou muito bem contra o São Bento, deveria ficar mais e vai se encaixar com os demais jogadores no sistema.

  3. Quem deve ser jogado fora, se possível no Tietê, é Bauza. É um Cagão.
    Todo técnico dos times menores de São Paulo, olham o jogo no primeiro tempo e no segundo ganham do São Paulo. Não é possível que ninguém nessa diretoria de merda não veja isso.
    Ontem foi mais um exemplo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

13 − 12 =