Artilheiro do Tricolor no ano, Pablo precisa melhorar números no Brasileiro

96

GazetaEsportiva

Quando o assunto é bola na rede, o atacante Pablo conhece bem. Contratado no final do ano passado para ser o principal jogador do São Paulo no setor ofensivo, o camisa 9 vem correspondendo às expectativas e, mesmo tendo sofrido duas lesões, é o artilheiro do Tricolor na atual temporada. Entretanto, no Campeonato Brasileiro a média de gols é bem diferente.

Pablo soma seis gols com a camisa do São Paulo em 2019, mas apenas dois foram marcados na competição por pontos corridos. Pelo Brasileirão, o camisa 9 balançou as redes no empate em 1 a 1 contra o Palmeiras e, mais recentemente, na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo.

Antes do duelo do último domingo, no Rio de Janeiro, Alexandre Pato dividia a liderança da artilharia tricolor com Pablo. Em contramão à trajetória de seu companheiro de ataque, Pato marcou todos os seus cinco gols no Campeonato Brasileiro.

Mas há uma explicação para os poucos gols de Pablo na competição por pontos corridos. No primeiro semestre, o atacante ficou quase quatro meses parado por conta de um problema no sistema nervoso que o levou à mesa de cirurgia para a retirada de um cisto na região lombar.

No jogo que marcou seu retorno aos gramados, Pablo balançou as redes, abrindo o placar no clássico contra o Palmeiras, na primeira partida após a pausa para a Copa América, no Morumbi. Mas, infelizmente, justamente na partida em que voltou a atuar, se machucou novamente, desta vez caindo de mal jeito e lesionando o tornozelo direito.

 Confira este e outros vídeos em videos.gazetaesportiva.comTendo de tratar a nova lesão, Pablo levou outros dois meses para ficar à disposição de Cuca novamente. O camisa 9 retornou no empate em 1 a 1 com o CSA e passou em branco, porém, no seu segundo jogo, mais uma vez fez a diferença, garantindo a vitória ao São Paulo sobre o Botafogo nos acréscimos, fora de casa.

Agora, contra o Goiás, Pablo espera que sua sequência não seja novamente interrompida por problemas físicos. Agora com a oportunidade de atuar ao lado de Daniel Alves, Juanfran e companhia, a expectativa é que o camisa 9 possa aumentar sua baixa medida de gols no Campeonato Brasileiro.