Daniel Alves condena troca de técnicos no Brasil: “É loucura”

3018

GazetaEsportiva

Um dia após o São Paulo anunciar Fernando Diniz, o quarto treinador do clube na temporada, Daniel Alves teve uma entrevista ao jornal britânico The Guardian, na qual crítica a incessante troca de técnicos no futebol brasileiro, veiculada.

Nesta temporada, o Tricolor Paulista começou o ano com André Jardine, teve Vagner Mancini como interino até a chegada de Cuca, que pediu demissão na última quinta-feira, e agora conta com Fernando Diniz. O novo técnico, inclusive, estreia neste sábado, às 19 horas (de Brasília), no Maracanã, contra o líder Flamengo.

“Se você tem uma ideia clara, é menos provável que mude de treinador todos os anos. Existem clubes que têm dois ou três treinadores em um ano. É loucura. Você nunca cria estabilidade. É preciso haver um planejamento melhor. Você tem que fazer escolhas importantes e realmente apoiá-las. É isso que gera estabilidade dentro de um clube e equipe. Deveríamos refletir sobre os clubes europeus, que criam uma identidade”, analisou o experiente jogador.