Dorival Júnior valoriza atuação do São Paulo em derrota: “Nunca estivemos de sangue doce”

103

Treinador rebateu quem duvidava da competitividade do time e elogiou nível apresentado no revés por 2 a 1 para o Atlético-MG

Apesar da derrota com um gol sofrido nos acréscimos, elogios. Assim, Dorival Júnior abordou a atuação do São Paulo na noite deste sábado, depois do resultado negativo de 2 a 1 para o Atlético-MG, no Mineirão, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Depois da partida, o treinador elencou pontos positivos da atuação são-paulina, superior durante o segundo tempo, e rebateu qualquer dúvida sobre a competitividade do elenco nessas rodadas finais, mesmo com a situação resolvida na tabela.

– Nunca deixamos de ser uma equipe competitiva. As pessoas falam sem ter noção do que acontece em uma semana de trabalho. Disseram que o São Paulo tirou o pé em determinado momento do campeonato. Nossa campanha pós-título foi ainda melhor. Quando falaram que estava de sangue doce, (o time) nunca esteve de sangue doce – declarou.

– Fizemos uma boa partida. Foram vários os momentos que não tivemos o controle do jogo e não criamos boas oportunidades. Uma pena que tenhamos saído com o resultado que não imaginávamos – acrescentou Dorival.

Publicidade

Neste sábado, além de nomes como Beraldo e Arboleda, jovens como William Gomes se destacaram. A apresentação de bom nível da maioria dos atletas deixou Dorival com um sentimento positivo, apesar do resultado negativo.

– Fico feliz de a equipe estar produzindo mesmo com a mudança de nomes, entrada de garotos, vinda de outros afastados um tempo no DM. Isso mostra que o São Paulo tem potencial, força e capacidade para fazer uma competição um pouco diferente – comentou.

Os números reforçam a visão de Dorival Júnior. O Tricolor teve 52% de posse de bola e acertou sete finalizações no gol atleticano, contra apenas duas do adversário. Luciano, autor do gol, ainda perdeu chance inacreditável quando o placar estava 0 a 0.

O volume de jogo e as chances criadas deixam Dorival satisfeito e com a certeza de que o trabalho será mantido com a mesma filosofia das últimas semanas para a despedida da temporada.

Sem “sangue doce”, o São Paulo dá adeus ao 2023 do título da Copa do Brasil na quarta-feira. A partir das 21h30 (de Brasília), o time enfrenta o Flamengo, no Morumbi, pela última derrota do Brasileirão.

Globo Esporte