São Paulo estreia voo “próprio” na Libertadores e se livra de escalas em fase de grupos

282

Contrato de fretamento assinado neste ano permite deslocamentos diretos para locais das partidas; clube pode ter avião maior para segunda viagem

O São Paulo viaja para Córdoba, na quarta-feira, para a primeira partida do time na Conmebol Libertadores deste ano. O jogo, contra o Talleres, está marcado para o dia seguinte, às 21h (de Brasília). O trajeto até a Argentina será feito sem escalas no primeiro voo internacional do contrato de fretamento que o clube assinou com uma empresa aérea.

Assim será, também, quando a equipe enfrentar o Barcelona, em Guayaquil, no fim do mês, ou o Cobresal, no Chile, no começo de maio. Viagens que, em voos comerciais, obrigariam os jogadores a passarem até mais de uma dezena de horas em deslocamentos com conexões antes da chegada ao destino final.

Para o duelo contra o Talleres, o elenco treinará na manhã de quarta no CT da Barra Funda e viajará à tarde. O retorno está previsto para logo depois da partida, o que evitará o pernoite em hotel na Argentina.

O acordo com a empresa foi assinado em janeiro e vale por dois anos. Desde então, o time tem utilizado uma aeronave “própria” para viagens mais longas no Paulista, assim como na viagem a Belo Horizonte para a disputa da Supercopa Rei, em fevereiro.

Publicidade

Voos fretados não são novidade para o elenco – que desde a pandemia se acostumou a viagens do tipo, geralmente com o fretamento de aviões de grandes empresas comerciais –, mas o acordo atual rende outros benefícios.

Há um controle maior do São Paulo na definição dos horários das viagens, o que facilita o planejamento da comissão técnica. Além disso, a alimentação servida aos atletas nos voos passa pelo crivo da equipe de nutrição do clube.

Por enquanto, o time voa em um Boeing 737, com cerca de 190 lugares – como a delegação ocupa cerca de um terço disso, os jogadores geralmente viajavam cada um em três assentos.

O acordo, porém, prevê a atualização de uma aeronave ainda mais espaçosa, adaptada com 64 lugares executivos – o que permitirá, por exemplo, conforto a jogadores que precisem de algum tipo de tratamento nas viagens.

Esse novo avião está nos EUA realizando trâmites burocráticos para ser nacionalizado no Brasil, e é possível que ele esteja em operação para a segunda partida do São Paulo fora de casa na Libertadores, contra o Barcelona, dia 25 de abril, na terceira rodada.

A última viagem do time na fase de grupos será em 8 de maio, quando o time enfrenta o Cobresal, na cidade de Calama, no Chile.

Globo Esporte