Casares diz que James pode ser reintegrado ao São Paulo: “Decisão é técnica”

74

Dirigente afirma não ter recebido propostas pelo meia colombiano e vê desempenho na Copa América como chance de negociá-lo, opção preferida no clube

O meia James Rodríguez pode ser reintegrado ao elenco do São Paulo, segundo admitiu o presidente do clube, Julio Casares.

O dirigente chefiou a delegação do Brasil na Copa América, disputada nos Estados Unidos. James tem sido um dos destaques do torneio e jogará a semifinal contra o Uruguai, quarta-feira.

Em entrevista à ESPN, o dirigente afirmou que caberá à comissão técnica decidir o futuro do atleta no time caso ele se reapresente com intenção de permanecer.

Apesar disso, o mais provável ainda é que o meia encontre um novo clube para defender.

Publicidade

– Ele é jogador do São Paulo, vai se reapresentar após a Copa América. É uma questão técnica. Passou o Dorival, o Carpini e o Zubeldía, e com nenhum desses técnicos ele se firmou. Mas ele se reapresenta, e se tiver o mesmo desempenho em treinos e partidas, pode ser reintegrado. É uma decisão técnica – disse.

– Se voltar com convicção de se entregar nos treinamentos, contribuir e disputar uma posição, assim que funciona o futebol, será bem-vindo como foi na contratação. Mas, se vier com uma cabeça de querer sair, havendo uma compensação financeira para ajuste de toda a situação, ele será feliz em outro lugar – completou.

James foi contratado pelo São Paulo em agosto do ano passado e nunca se firmou. Ele chegou a ser afastado no início da temporada, negociou uma rescisão, mas não houve acordo.

O meia voltou a atuar sob o comando de Thiago Carpini, sem empolgar. Com Zubeldía, esteve em campo apenas no fim do jogo contra o Palmeiras, no Brasileiro, e depois não foi mais relacionado.

Apesar do que disse o presidente, a direção de futebol entende que a melhor opção é negociar James, ainda que nenhuma proposta tenha sido enviada ao clube até agora.

Nesse cenário, o São Paulo quer incluir nas negociações um acordo por uma dívida de cerca de R$ 10 milhões que o clube tem com o atleta. James é resistente a abrir mão de valores a que tem direito

Globo Esporte