Além das 4 linhas – Mais um recomeço

2
1069

Mais um recomeço

Mais um ano se inicia e a tônica no SPFC são as trocas de jogadores no elenco. Os times dos últimos anos eram fracos e as mudanças foram constantes e em grande número. Como agora o clube tem no comando do futebol gente que é do futebol, espero um outro tipo de gestão.

Em 2016, por exemplo, 48 jogadores passaram pelo clube e somente 22 ficaram para 2017. Já em 2017, 52 jogadores estiveram no elenco, mas apenas 23 estão no clube hoje. No ano de 2017 foram 19 contratações, mas 9 já deixaram o clube. Do time que goleou o Corinthians por 4 x 0 no fim de 2016, apenas Rodrigo jogou neste sábado. No time sem cor foram 5 titulares daquele time derrotado. Espero ver Raí fazendo diferente. Mas e o Leco?

Impossível criticar os jogadores, comissão técnica e treinador. O problema do clube é de
gestão, o que é muito mais grave e preocupante, por isso apenas uma taça foi conquistada nas últimas 9 temporadas. É sempre mais fácil para a diretoria culpar o treinador e os jogadores, mas e as finanças do clube, como ficam? Chega de contratar e depois mandar embora. Já ouvi muitas vezes o Dorival dizendo que prefere os garotos da base a jogadores meia boca como tem sido os últimos anos. Se o jogador é ruim, a culpa não é dele, a culpa é de quem o trouxe para o SPFC.

O antigo diretor de futebol não soube trabalhar, contratou muito e mal. Mas ele não nasceu lá, foi o presidente quem o escolheu e nomeou. Com Raí e uma comissão técnica experiente acredito em melhores resultados se tiverem tempo e boas condições de trabalho. Eu não posso dizer que Dorival é um treinador super gabaritado, daqueles que podem um dia substituir o Tite na Seleção, mas é sério, experiente, conhece o futebol e é elogiado por quem o conhece de perto, além de saber trabalhar com jovens, coisa importante. Dorival chegou ao SPFC com 10 títulos conquistados na carreira. Só a titulo de comparação, Muricy tinha 8 títulos quando chegou. Agora, sem ovos não se faz omelete!

Entre contratar Marcinho, Denílson, Thomaz e Jonathan Gomez, acredito ser preferível investir na garotada da base. E é nesta direção que o clube está agora. O SPFC deve ser o clube que mais investe na base e deve ter os times mais vitoriosos destas categorias dentro do nosso futebol. Temos no elenco bons jogadores de Cotia e temos no time que foi vice na copinha também bons valores. Simplesmente não faz sentido não os utilizar, mas é preciso ter paciência.

A paciência que devemos ter com a montagem de um time que mescla jogadores rodados com bons garotos é que estes meninos demoram a corresponder. Como o clube vem de anos ruins, pode acontecer de a torcida começar a cobrar demais e queimar a garotada. Espero que com uma diretoria vinda do futebol e uma comissão técnica experiente em trabalhar com a molecada a fritura não ocorra, ou melhor, seja contornável. Nós não podemos nos esquecer de exemplos recentes de jogadores que começaram no clube e acabaram sendo emprestados e quando voltaram ganharam espaço, o Luiz Araújo foi um deles. Nem todos sobem e já jogam bem como Militão. Sem falar no Casemiro, que era um garoto de temperamento difícil e foi deixado de lado. Vamos deixar nossa paixão descontrolada para fora do campo e deixar o campo com quem entende de futebol. Nosso papel é apoiar o time e não vaiar como fizeram ontem, isso só atrapalha. O fanatismo não é bom.

Será que Ricardo Rocha, Zetti, Raí, Lugano, Dorival e Jardine sabem identificar um bom garoto?

O futebol é com eles, a paciência é conosco.

Salve o tricolor paulista, o clube da Fé.

carlito150x150

Carlito Sampaio Góes é advogado, trabalha como representante comercial, frequenta o Morumbi desde 1977 e prefere o time que vence ao time que joga bonito. Escreve nesse espaço todas as quintas-feiras.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

2 COMMENTS

  1. Concordo, só nos resta torcer e apoiar, mas eu volto a insistir no assunto arbitragem, o SPFC vem sendo prejudicado por decisões erradas de árbitros desde 2016 na Libertadores, vejam só, em 2016 era para o SPFC ter sido campeão, e tudo que estamos comentando aqui mudaria…, então o que não podemos mais é ter paciência com essa arbitragem de merda, o resultado de uma partida, que pode significar um campeonato, uma classificação ou um rebaixamento, não pode ficar na “interpretação” de um árbitro, cadê o árbitro de vídeo?, ou então, treinem melhor esses árbitros, cadê esses jornalistas e comentaristas sabichões falando sobre isso?, eu sei, é conveniente deixar assim né?