Sextas Tricolores – Retratem-se, Senhores!

144

Vou aproveitar o espaço que a SPNet me dá para fazer uma cobrança pública à imprensa brasileira e, em especial, a de São Paulo. Quero saber o que o Sr. Paulo Roberto Martins, o Morsa, tem a dizer hoje. Ontem, enquanto voltava para casa, tive o desprazer de ouvir esse senhor dizer que o São Paulo “bateria no Toluca” e cairia. Que chegamos ao limite da nossa equipe e blá blá blá. E aí? Qual o comentário de hoje?

O Sr. Juca Kfouri, o “dono da razão”, que não acredita no São Paulo. Cadê o pedido de desculpas pela grande partida que fizemos ontem? Onde está a retratação? Vale desmerecer um clube do nosso tamanho, da nossa história, da nossa tradição para ter uns cliques a mais no site e alguns acessos a mais na notícia? Cadê a imparcialidade, a coerência, a análise futebolística e um palpite feito em projeções e afins? Cadê o profissionalismo?

Ontem os 11 que entraram em campo jogaram por nós, pelas críticas, pelo jogo em La Paz e pela classificação. Foi a primeira vez, em anos, que vi um time com tamanha intensidade. Não deixamos o Toluca jogar e, o Sr. Sormani, um cidadão que não tem o DIREITO de falar do São Paulo, disse que vencemos um “time reserva” dos mexicanos. Patético! Desmereçam nossa glória mesmo. Desmereçam o nosso esforço que a nossa equipe, no jogo de volta, dará tudo e mais um pouco para buscar outro grande resultado.

Parece que eles não aprenderam que nós crescemos na dificuldade. O cenário que se desenha nessa Libertadores é dos mais difíceis. Se passarmos do Toluca, e tenho fé que passaremos, podemos pegar o Galo. O mesmo Galo que nos humilhou anos atrás.

Depois disso deve vir ou Corinthians ou Boca. São jogos de matar o coração, mas são jogos que vão mostrar quem é de verdade e quem não é.  Não tenho dúvida alguma que, se chegarmos nessa fase, vamos chegar fortes, unidos, dedicados e com totais condições de vencer. Posso dizer também que a imprensa já terá escolhido seu lado. E tomara que não seja o nosso.

Faço esse desabafo sendo um cara da imprensa, sendo um jornalista que JÁ DEFENDEU que a imprensa não favorecia A ou B, mas depois de ontem minha visão mudou. A imprensa é covarde, manipuladora e, favorece sim, A ou B, mas nunca o SPFC. O nosso resultado de ontem mostra isso. Fica o meu repúdio a todos os jornalistas que eu citei e que espero retratação.

O SPFC é muito grande para qualquer um falar esse tipo de groselha. MAIS RESPEITO!

Fica meu agradecimento aos milhares que estiveram no estádio e ao time que, novamente, merece todos os elogios e créditos. Foram guerreiros, lutadores, raçudos, jogadores que o São Paulo precisa e merece. Jogando assim, vai complicar para todo mundo que jogar no Morumbi.

Que esse espírito permaneça!

Saudações Tricolores!

Contato?

@Abroliveira ou [email protected]

Abrahão de Oliveira é jornalista, formado pela Universidade Metodista de São Paulo, dono da @spinfoco, são-paulino e tem o sonho de cobrir um mundial de clubes com o clube do coração. 

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

2 COMENTÁRIOS

  1. Esqueçam a imprensa, não precisa de retratação, prefiro ver eles nos menosprezando e depois sentindo um aperto terrível no cu ao ver o “fraco e patético” São Paulo dando espetáculo de como se joga futebol.

    Deixem eles enalteceram as frangas, nos esqueçam, nos tirem de foco, fiquemos no anonimato temporário até a glória final.

    Não existe nada pior que engolir um sapo com espinho e eles estão fazendo isso.

    Sem dúvida ninguém corneta mais o time por aqui do que eu, mas depois de ontem posso dizer que se esses caras mostrarem oesmo espírito nas partidas seguintes, podem avisar ao Bayern que o dia dele está próximo

    O Bayern é uma preferência minha pois já vencemos, espanhóis, italianos e ingleses

  2. Vale lembrar que o mesmo Juca Kfouri em 2008 disse que o SOBERANO iria cair para a segunda divisão.
    O nosso tricolor superou a matemática e a critica e foi hexa campeão superando o 1% de chance.
    Aprendemos naquele dia que o tricolor não ganhou o apelido de SOBERANO atoa, sempre superamos os obstáculos.
    Esse Juca Kfouri é um câncer, demonstrando que não é preciso qualificação para ser jornalista.

    Rumo ao TETRA!!!