Além das 4 linhas – Os campeões!

440

O ano termina tendo Palmeiras e Cruzeiro como os ganhadores do ano, os donos das principais taças conquistadas. Ainda está pendente o campeão da copa sul-americana, que pode ser de um clube brasileiro.

 

Palmeiras e Cruzeiro possuem elencos numerosos e experientes, assim como treinadores com muita experiência profissional e bom currículo de conquistas. É muito importante observar as características dos dois vencedores. O Flamengo tem elenco numeroso e experiente, mas não teve treinador com bom currículo o ano todo, assim como o Internacional, dois clubes que patinaram na hora H. Alguém lembra como estava o Palmeiras/Crefisa antes da chegada do Felipão?

O SPFC termina o ano em boa colocação, melhor do que o imaginado, mas pior do que poderia ter sido diante da campanha do time em boa parte do BR18. Alguns fatores impediram o título, o principal, para mim, foi a falta de um bom elenco, ou seja, bons reservas para o bom time que foi montado. O clube vai para 2019 provavelmente com algumas contratações e algumas saídas, principalmente o Sidão. Em votação no site do globo esporte o Sidão, Edimar, Trellez, Rodrigo Caio e Everton Felipe são os caras que a torcida gostaria de ver fora do clube. Eu penso no Rodrigo, os outros não fariam falta. Everton Felipe tem bom histórico na base, talvez tenha gente melhor do que eu para julgar o momento dele, que talvez seja de falta de confiança.

A principal novidade para 2019 deve ser mesmo o Jardine, um treinador com boa experiência e boas conquistas na base e nenhuma experiência no profissional. Para afirmar agora digo que 2019 será mais um ano sem títulos para o SPFC. O clube resolveu fazer com Jardine o que fez com Rogério Ceni, ou seja, dar o avião a jato tricolor para um piloto de asa delta voar. Pode dar certo? Até pode, mas é muito pouco provável. O Jardine deverá tentar fazer os jogadores da base, alguns com ótimas conquistas na carreira, repetirem o sucesso no time de cima, coisa que não vem acontecendo. Na verdade tem sido estranho tanto sucesso com a base e nenhum sucesso com o profissional. Assim tem sido o SPFC dos últimos anos. As primeiras contratações já indicaram o caminho: Um treinador barato e jogadores baratos. Mais parece que o clube indica que 2019 será ano de preparar para 2020.

Quando olho no retrovisor do clube vejo as doze principais conquistas realizadas por ótimos e numerosos elencos e grandes treinadores, todos com muita bagagem. Assim é o SPFC desde a sua fundação. Vamos fazer diferente? Vamos acreditar que pode ser diferente? Vamos dar nosso apoio em 2019 mesmo quando os clubes mais endinheirados com elencos mais maduros e treinadores com bom histórico nos derrotarem? Eu topo. Vamos amadurecer o time para 2020? Mas quero ver quem hoje apóia a efetivação do Jardine e o maior uso da base continuar apoiando quando as taças começarem a ir para outros clubes, ok? Fica assim combinado?

Tudo que quero é queimar minha língua e voltar a ver o clube conquistar novas taças, apesar de achar pouco provável já em 2019 pelo caminho escolhido. Se Raí declarada que está convicto das escolhas é que o clube vai apostar no uso intensivo da base, é o que indica a escolha por Jardine.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes é advogado, trabalha como representante comercial, frequenta o Morumbi desde 1977 e prefere o time que vence ao time que joga bonito. Escreve nesse espaço todas as quintas-feiras.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

2 COMENTÁRIOS

  1. JOGADORES FRACOS E RIDÍCULOS QUE NÃO PODEM JOGAR NO TIME TITULAR DO SÃO PAULO:
    ARARUNA
    LUAN
    HELINHO
    ANTHONY
    SHAYLON
    BRENNER
    DIEGO SOUZA
    EDIMAR

    TÉCNICO INEXPERIENTE, NOVATO E TEIMOSO NA ESCALAÇÃO:
    ANDRÉ JARDINE

    PRECISAMOS CONTRATAR JOGADORES PARA AS SEGUINTES POSIÇÕES: VOLANTE, MEIA ARMADOR, PONTA DIREITA E CENTROAVOANTE E UM TÉCNICO EXPERIENTE.

  2. Podemos apostar??? Podemos! O problema é a diretoria que começa apostando em um projeto e muda tudo depois de 6 meses.. quer apostar?? Eu aposto que a diretoria mete o pé no rabo do Jardine na primeira sequência de jogos sem Vitória que ele tiver… e aposto mais, aposto que o Raí não fica 2019 inteiro.