Além das 4 linhas – Sem condições

699

Em 2019 o SPFC fez 14 partidas oficiais e em apenas 4 delas saiu de campo vitorioso. Foram duas partidas no Morumbi e em nenhuma delas fez um único gol. Dos 8 times classificados para a próxima fase do paulistinha o time é o pior deles, o que conquistou menos pontos. Eu não posso crer que exista alguém que goze de boa saúde mental e que acredite que o time possa vencer este campeonato.

Eu entendo que para a partida de ontem, por exemplo, haviam muitos desfalques importantes e isso influenciou muito no rendimento, já que cai a qualidade e a condição psicológica. Mas não é isso o que mais tem prejudicado dentro de campo. Se imaginarmos que nos últimos 16 meses o time teve 6 treinadores passamos a entender o momento, que é reflexo do que acontece fora de campo, a gestão.  É além das 4 linhas o problema do clube. Como nos últimos anos o clube vem trocando muito de treinador e quase sempre por treinadores sem currículo, a conseqüência lógica é um elenco sem cara e um time sem jogo.

Quando um bom treinador sai de um clube, ele deixa um legado para o próximo. Bom treinador é aquele cara experiente e que não aceita ingerência no seu trabalho. É ele quem decide quem chega e quem sai, pois, dentro de um clube de futebol existem muitos caras que tentam trazer alguns jogadores e empresários. Recentemente Muricy deixou isso muito claro numa boa entrevista e depois num programa do sportv. Ele não aceitava jamais que um conselheiro enfiasse um jogador goela abaixo. Mas isso só os grandes treinadores tem coragem e condições de fazer. Como nos últimos anos o clube praticamente só teve treinador fraco, o elenco vem sendo formado daquele jeito que sabemos que não dará resultados. Tem jogador no elenco que a gente se pergunta a razão dele estar ali.

Então meus amigos tricolores, nem sonhem em acreditar por um segundo que este time pode vencer este campeonato paulista. Bom trabalho é aquele que vem do tempo. Resultado é conseqüência de sequencia de bons trabalhos em todas as áreas de uma organização e isso não está ocorrendo no clube. Não deixem o fanatismo fazer as coisas mudarem dentro das suas cabeças. O fanatismo é exatamente isso, mudar a cara das coisas em discordância com a realidade. É um fruto da nossa cabeça, não é fruto da realidade. A realidade do time hoje é que ele não tem condições de enfrentar os demais clubes grandes que estão realizando bons trabalhos há mais de uma temporada. O nosso momento como torcedores é de termos total conhecimento da realidade e irmos analisando o que acontece dentro e fora de campo e concluirmos se isso pode dar bons frutos e cobrar da diretoria.  

Para os próximos 2 jogos, meu objetivo realista e racional, é analisar o elenco. Ver o que cada jogador que entrar em campo rende e se pode continuar no clube. Na partida de ontem, os melhores jogadores segundo a crítica, eu não assisti, foram justamente os moleques Igor Gomes e Antony. É uma boa notícia. O Tiago Volpi leva a terceira melhor nota, já que fez boas defesas no primeiro tempo e não teve culpa no gol. O lateral Igor e o Carneiro levaram as piores notas dos analistas. Aqui volto a falar das ausências de Hernanes, Everton, Liziero, Arboleda, Rojas e Nene. Qualquer um destes seria titular ontem. É muita gente fora.  Eu acho que uma boa pré temporada está fazendo falta na preparação dos atletas. O clube fez mais uma vez a besteira de disputar um campeonato no exterior em plena preparação. Mais uma besteira que só uma gestão errática pode fazer. Para piorar, o Hernanes chegou fora de forma, e tendo que jogar para “tentar salvar” o time. Conclusão: Contusão.

Portanto, torço para a pronta recuperação dos contundidos, por algumas boas contratações, pelo início de trabalho do Cuca e que com isso possamos iniciar o ano. Acredito na classificação para a Libertadores 2020, em minha avaliação, nosso maior objetivo possível. E se isso de fato ocorrer e não houver desmanche no final do ano e continuação do trabalho  do treinador, acredito num bom 2020. Não sonhem, a fé cega vem sempre com uma faca amolada.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes é advogado, trabalha como representante comercial, frequenta o Morumbi desde 1977 e prefere o time que vence ao time que joga bonito. Escreve nesse espaço todas as quintas-feiras.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

1 COMENTÁRIO

  1. Carlito nós temos duas opções: 1- ficar aqui reclamando, ou, 2- usar a lei e o estatuto para tentar salvar o SPFC das mãos destas pessoas que estão destruindo nosso time. Para convocar a assembleia geral basta 1/5 dos sócios (artigos 59 e 60 do CC), além disso, a assembleia geral pode destituir a diretoria e por um fim nessa aberração dos conselheiros vitalícios. Assim sendo, por que o site não inicia uma campanha para recolher as assinaturas necessárias?