Além das 4 linhas – Calleri e os garotos

554

Muito bacana a entrevista que o Calleri deu ao GE nesta semana após a boa vitória no clássico do Morumbi. Ele fez questão de elogiar Luan, Sara, Igor Gomes e Liziero. Diz que tem certeza do sucesso destes caras na carreira no futebol. Já faz muito tempo que penso nisso e muitas vezes li que nós são paulinos não sabemos nos relacionar com os garotos de Cotia.

Eu penso que este raciocínio é uma verdade. Quantos garotos já saíram do SPFC criticados e depois fizeram sucesso? A conta é grande, a começar por Casemiro, segundo muitos o melhor do mundo na posição. O SPFC lança garotos em quantidade e qualidade desde 1985 e nós ainda não aprendemos a tratar estes garotos de 20 anos quando sobem ao profissional. Nós agimos como se todos fossem “Lucas” e tivessem a qualidade de futebol e a cabeça que aquele moleque tinha quando em 2012 deu um show. Na ocasião Luiz Fabiano deu mais um papelão e o show ficou com o menino Lucas. Nem todo mundo é como Lucas, que com 20 anos de idade tinha maturidade. Alguns são como o Igor Gomes, que ainda oscila, mas tem um potencial enorme. Vejam o que ocorreu com o próprio Calleri, que foi jovem para a Europa e não conseguiu se firmar.

O que precisamos, amigos tricolores, é aprender a tratar melhor os garotos, e isso fará bem para o clube, para o garoto e para nós. Calleri também tocou num outro ponto importante, que é o momento certo de deixar o Brasil e ir iniciar a carreira em outro continente. Ele diz que é preciso ganhar maturidade e isso se consegue jogando aqui primeiro. Ele diz que o cara chega lá e logo o emprestam a um clube pequeno. Poucos chegam e ficam no clube comprador, pois nem sempre possuem um super talento ou possuem maturidade. Para jogar em clube pequeno na Europa, diz Calleri, melhor jogar num grande no Brasil. Eu fecho com esta opinião. 

Publicidade

O Luan é um que já recebe sondagens mas ficou. Faz bem ele, pois está ganhando experiência e logo poderá ir para um clube melhor estruturado e ficar neste clube, deixando aqui frutos esportivos, o paulista deste ano, e frutos financeiros. Eu, na verdade torço pela permanência dos garotos em 2022, quando acredito o trabalho estará mais maduro, a começar pela existência de uma pré-temporada. Este elenco do SPFC é bom e provou isso ao ganhar o paulista sobre o principal rival. Depois o futebol caiu por inúmeras razões, mas agora o nível voltou a subir e o time venceu bem um adversário que estava em crescimento. Na realidade o SPFC dominou o jogo do início ao fim e merecia um placar mais elástico.

O bom futebol está voltando para mostrar mais uma vez a força do elenco atual, e ainda acredito em melhora neste plantel para a próxima temporada. O SPFC estará mais forte em 2022. Vou deixar a avaliação do elenco para Muricy e Rogério, mas imagino que alguns atletas nos deixarão na janela por não renderem o esperado e para o lugar deles alguns chegarão.

Agora o time voltou a jogar bem…quero ver a dupla Rigoni e Calleri na frente. Quero ver o melhor jogador do campeonato paulista voltar a brilhar como armador deste time. No dia 31 irei ao Morumbi ver o clássico contra o Inter, não vejo a hora.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes