Fala, Candidato! – Joandre Ferraz 254

274

Sou JOANDRE ANTONIO FERRAZ, são-paulino desde que nasci, há 71 anos, há 49 sócio do SPFC e advogado empresarial pela USP, candidato à reeleição para o Conselho Deliberativo.

Fui Conselheiro por dois mandatos, de 1976 a 1984, Diretor Adjunto de Promoção na Gestão Galvão, de 1980 a 1982, e, indicado pelo SPFC, Juiz na Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol, de 1983 a 1984.

Afastei-me, então, da política do clube, mantendo a paixão por nosso time, e quis retornar após a manobra espúria que deu o terceiro mandato ao Juvenal Juvêncio, sendo eleito Conselheiro em 2014, com apoio, entre outros amigos, dos ex-presidentes Fernando Casal de Rey e José Douglas Dallora.

Neste novo mandato, integrei a Comissão Especial que analisou o contrato simulado que foi feito com a Far East, que custaria R$ 20 milhões ao clube, e integrei a Comissão Legislativa, na qual fui voto vencido, escrito, contra disposições do então projeto de estatuto social.

Questionei, por requerimento, os atos lesivos ao clube, como a apuração de responsabilidades individuais pelo déficit de 2019, muito superior ao admitido pelo estatuto, e votei contra os que contrariaram o estatuto social, como diversos contratos que deveriam, e não foram, previamente aprovados pelo Conselho

Sou candidato à reeleição, sob nº 254, pelo grupo Tradição Tricolor, que compõe a Chapa Resgate e apoia Roberto Natel para Presidente da Diretoria e Marcelo Portugal Gouvêa para Presidente do Conselho Deliberativo.

Para continuar cumprindo a obrigação de fiscalizar a gestão do SPFC, defender seus interesses, de 5 mil sócios e de 18 milhões de torcedores, e resgatar os princípios que o engrandeceram: ética, vitórias esportivas, equilíbrio econômico-financeiro, “tolerância zero” com malfeitos, transparência e profissionalismo.

Valores que a atual gestão sempre e muito pregou, mas nunca praticou, com apoio, infelizmente, da maioria do Conselho Deliberativo, do Conselho de Administração e dos integrantes da chapa concorrente, que só agora, nas eleições, apresentam propostas que apenas mascaram seus erros recorrentes!

Defendo alterações no estatuto social que garantam eleição direta do Presidente pelos sócios, ampla divulgação mensal de receitas, despesas e contratos, plena autonomia financeira da parte social, afastamento de gestores que não atingirem metas e reorganização do caótico setor das cadeiras cativas.

Por isto, peço seu voto, para mim e demais integrantes de nossa Chapa, e fico à disposição para contatos, via celular e whats app (11) 996094198, e e-mail [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

9 + 18 =