Sextas Tricolores – Uma Nova Era Começa!

63

Começo a coluna dessa sexta pedindo desculpas pela ausência prolongada aqui no site da SPNet. Devido  a alguns problemas, tive que me afastar, mas estamos de volta para falar do que vem acontecendo no maior time do Brasil.

No espaço de hoje, gostaria de falar de dois pontos importantes do São Paulo: o novo técnico e o sempre polêmico L. Fabiano. O novo comandante, Juan Carlos Osorio, preenche todos os requisitos para ser um grande treinador.

O profissional estudou, se especializou, fez estágio e, obviamente, colocou tudo isso em prática em um dos maiores times do seu país, a Colômbia. Os resultados, para a surpresa de muitos “entendidos” foi ótima. Por todas as pesquisas feitas na internet, dá para perceber que o gringo tem uma filosofia moderna, de aproveitamento de jovens e de cobrança junto aos medalhões. Só nesse ponto a contratação dele já seria um acerto.

Mas vejo mais que isso. O São Paulo, durante sua longa e gloriosa história, sempre foi um time de vanguarda, que conduziu o futebol nacional. Quando todos duvidavam do nosso potencial, o verdadeiro campeão surgia com uma novidade e voltava para tomar o que é seu. Dessa vez, não vai ser diferente.

O Osorio é a profissionalização do futebol. Se ele der certo, pode representar a mudança dos “boleiros”, “treineros” e “entregadores de colete”, para profissionais que saibam e entendam o que estão fazendo. O futebol, pelos valores e paixão que o cercam, não é brincadeira para colocar um técnico que não entenda nada de bola ou antigos campeões.

Digo isso porque vejo muitos torcedores ainda chorando pelo Luxemburgo. Amigos, faz quanto tempo que ele não ganha nada e que não faz um grande trabalho? “Ah, Abrahão, mas ele não tem bons elencos e jogadores”. Como não? Quem monta os times dele? Quem pede reforços e sugere nomes? É preciso entender que, infelizmente, Luxemburgo, Abel Braga, Felipão e, até mesmo o multicampeão Muricy, estão ultrapassados. Eles ainda trabalham “no grito” e com “preleções emocionadas”, fatores que não mudam mais a mentalidade dos jogadores.

E, também, não cabe fazer nenhuma comparação com o Gareca. O time do Palmeiras era lamentável e sem condição técnica nenhuma. O São Paulo, por sua vez, possui bons valores da base e bons jogadores no time principal. Uma aposta com algum risco, mas com grandes chances de sucesso.

L.Fabiano

O cara ofendeu torcedores e já começou com o Mimimi de outros clubes interessados no seu futebol. O que a torcida precisa entender é que o Fabiano nunca brilhou no São Paulo. Pelo menos não em jogos importantes.

Apesar de sua qualidade inquestionável, ele não sabe ser protagonista. Quando o time depende dele para vencer, ele pipoca. Quando o jogo “só vale os 3 pontos”, ele costuma guardar. Infelizmente, a Libertadores precisa de protagonistas e não de jogadores de pontos corridos. Deu no que deu. Ele afinou de novo e caímos para o patético Cruzeiro que foi violentamente eliminado essa semana.

O ciclo acabou. Que vá para São Januário, Palmeiras ou, até mesmo, Corinthians. No São Paulo, não dá mais. Precisamos renovar, economizar e revelar novos talentos. O nosso futebol pede isso. Não dá para ter jogadores com uma só “skill”. O atacante moderno tem que compor, ajudar, driblar, ter bom preparo físico e ter velocidade. Os times de hoje e os sistemas cada vez mais fechados pedem isso. E o Fabiano não pode mais oferecer isso ao SPFC. Chega de viver de passado.

Saudações Tricolores!

Contato?

@Abroliveira ou [email protected]

Abrahão de Oliveira é jornalista, formado pela Universidade Metodista de São Paulo, são-paulino e tem o sonho de cobrir um mundial de clubes com o São Paulo e quer muito ter um Opala SS laranja.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

5 COMENTÁRIOS

  1. Fui contra a recontratação do pipoqueiro quando JJ por marketing impressionou os pipoquetes, para dar o golpe nos estatutos. Fui contra pelo se desempenho anterior antes de ir para time da segunda classe da Espanha. Saiu daqui debaixo de vaias, cantando musiquinha metendo pau no tricolor e dizendo que para aqui jamais voltaria, Recebeu inclusive uma chuva de pipocas. Eu participei do evento. Fui xingado de todo nome pelos pipoquetes que pareciam petralhas adorando e segindo o Lula. Para esses caras seu ídolo e´eterno, um ser supremo acima de tudo. Não importa rouballheira implantada por um ou futebol de quinta categoria apresentado pelo outro, fixando-se no outro não importa o mimimi, arrancar grama, ser expulso a toda hora atrapalhar o time ficando parado esperando a bola no pé ou em impedimento. Brigando a toda hora s,ó atrapalhou o time. Antacy disse inclusive que ele era titular absoluto porque ganhava muito e aí Aloísio que era podado pela anta foi embora . No período em que essas duas figura estiveram juntas o S. Paulo só ganhou uma sul-americana pela garra do boi bandido… e com o pipoca não ganhou nada. Os pipoquetes o adoram, são fanáticos e não enxergam nada. São verdadeiros matusquelas piores que os seguidores do estado islâmico, custa a acreditar! . Na enquete sobre a renovação do traste 38% são a favor. Não veem os malefícios desse empata foda no S. Paulo.

  2. Renovação – ação para ter coisas novas (ações novas). Como dizia Einstein se vc fizer sempre as mesmas coisas terá sempre os mesmos resultados,
    Se quiser resultados diferentes, faça diferente.
    Então renovar mantendo Ceni, Cruz, (embora todos tenham seus méritos, sem a menor sombra de dúvidas), laranjas podres, paneleiros e jogadores abaixo do nível do comum (sem nenhum demérito ao ser humano. Falamos do nível profissional de cada jogador) não é renovar.E dar uma pincelada, um engana trouxa, um tapa olho.
    Então deixemos o novo treinador chegar , montar seu time, selecionar quem interessa, dispensar quem não interessa e aí poderemos cobrar resultados. Se nos mantivermos próximo dos primeiros já terá sido muito bom, pois nosso time não permite confiança. Não dá para exigir resultados imediatos.
    Então cabe a diretoria perceber que Ceni já não é benéfico para um novo time e treinador, que L.Fabiano é desagregador e alguns outros comuns que se acham craques e não valem um traque devem ser dispensados, pois só assim o Osório terá forças para montar SEU TIME e não o time das panelas que jogarão contra, se não tiverem suas vontades cumpridas. O apoio da diretoria será FUNDAMENTAL e não poderão deixar o treinador a pé. Senão nenhuma mudança se dará e ficaremos na mesmice de sempre.

  3. Rogério estou muito agradecido pelos serviços prestados no São Paulo FC ao longo de todos esses anos de sua carreira,agora seja humilde e de chance para os companheiros da equipe,o São Paulo não precisa de Markenting e sim de titulos,espero que o novo tecnico tenha a mesma visão.

  4. Se é para não viver no passado, então aposenta o Mum-ra de uma vez, começa com o goleiro, dá uma chance para o Renan até a janela de transferência, caso ele pipoque, contrata algum goleiro experiente.

    Muita contradição no São Paulo, de um lado um pipoqueiro chorão ultrapassado, do outro um frangueiro egocêntrico e tb ultrapassado

    Renovação para vencer

    • Mun-rá foi um bom goleiro até 2008, quando devia ter se aposentado, dai em diante aumentou o números de frangos tomados. Tornou-se no mercenário papa frango, com ápice de sua franguice no episódio da agua para o Ronaldinho,é outro que ganha muito e não quer largar o osso. Junto com Antacy e pipoca fizeram do S. Paulo uma verdadeira Lusa, se esse cara renovar vamos ter que vender o Morumbi e recomprar o Canindé……