Diretor da CBF afirma que houve pênalti para o São Paulo em desvio.

73

SportTV.com

Manuel Serapião Filho reconhece erro de árbitro, que não viu penalidade após a bola bater no braço de Uendel. Juízes de Cruzeiro x Palmeiras e no Gre-Nal são elogiados.

O diretor-técnico da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (Enaf) da CBF, Manoel Serapião Filho, reconheceu que houve um pênalti não marcado para o São Paulo, no clássico contra o Corinthians, neste domingo, no Morumbi. Aos 48 minutos do segundo tempo, após chute de Wesley, a bola desviou no braço de Uendel e foi para escanteio. O árbitro Leandro Pedro Vuaden não marcou a penalidade, e a partida terminou empatada por 1 a 1.

Apesar de acreditar que houve um erro, o diretor afirmou que o movimento de Uendel e a grande quantidade de jogadores dentro da área do Corinthians dificultaram a visão do árbitro.

– O ponto negativo foi o pênalti. É verdade que o lance teve um grau de dificuldade elevado, havia muitos jogadores dentro da área. O jogador fez uma rotação com o tórax, o que dificultou a  visão do árbitro, apesar de ele estar muito bem colocado – disse o dirigente, em vídeo produzido pela CBF.

Lance polêmico São Paulo x Corinthians; Uendel; frame (Foto: Reprodução/SporTV)Bola desviou no braço direito de Uendel, e diretor crê que pênalti deveria ter sido marcado (Foto: Reprodução/SporTV)

Na partida entre Cruzeiro e Palmeiras, no entanto, houve o acerto do árbitro Wilton Pereira Sampaio. Após cruzamento de Marinho, a bola tocou no braço de Victor Ramos (veja o lance aqui). O juiz marcou o pênalti para a Raposa e foi elogiado.

– Houve um acerto de arbitragem muito positivo, um trabalho de equipe, que é um dos pontos fortes da nossa arbitragem. O árbitro também não teve boa visão, mas o assistente o socorreu e atuou corretamente. Houve o pênalti, foi muito bem marcado.

Encerrando a rodada, o Gre-Nal teve arbitragem de Dewson Freitas da Silva e também ganhou elogios.

– O árbitro de Belém, do Pará, é uma das novas apostas da CBF, recém-ingressado na Fifa e está se credenciando como um dos grandes árbitros do país. Fez um clássico muito difícil, complicado, com muito equilíbrio emocional, muita serenidade e uma arbitragem absolutamente limpa.

Com isso, Manoel Serapião Filho acredita que foi um bom fim de semana para os árbitros.

– A 17ª rodada da Série A do Brasileiro transcorreu com normalidade (…) Estamos com um padrão de arbitragem de bom nível. Os árbitros estão crescendo, estamos revelando novos árbitros.

Dewson Fernando (Foto: Mauro Horita/Agif/AE)Dewson Freitas da Silva apitou o Gre-Nal e foi elogiado por diretor de arbitragem (Foto: Mauro Horita/Agif/AE)

2 COMENTÁRIOS

  1. Foi penâlti. Óbvio. Agora, considerando o retrospecto de nosso grandioso arqueiro (um gênio, a perfeição, o rei, o probo, o ídolo, uma lenda…), e sabendo que ele NÃO iria abrir mão de bater o penâlti (porque ele é o dono da porra toda), não acredito que o resultado do jogo fosse diferente com a marcação desse penâlti aí. O time precisa melhorar a efetividade do ataque, esse foi o nosso maior problema no jogo: cria, cria, cria e não marca.