Lugano enumera “erros” e detona arbitragem após empate: “Não há limites”

925

UOL

Resultado de imagem para Lugano enumera "erros" e detona arbitragem após empate: "Não há limites"

Diego Lugano não escondeu sua revolta com a arbitragem do jogo entre São Paulo e Corinthians pela ida da final do Campeonato Paulista, que terminou empatado sem gols na tarde de hoje, no Morumbi. Atual superintendente de relações intitucionais tricolor, o uruguaio foi às redes sociais tecer duras críticas ao juiz Luis Flávio de Oliveira, seus assistentes e ao árbitro de vídeo Mário Henrique de Gois. “Uma não expulsão no início do jogo. Uma mão que não foi vista na área adversária. Uma tentativa de encontrar um pênalti pelo VAR aos 50 do segundo tempo. Isto tudo diante de 60 mil São-Paulinos”, escreveu o ex-zagueiro em sua conta oficial no Twitter.

A arbitragem foi vaiada pelos torcedores no Morumbi. Os dois lances de maior irritação foi quando Oliveira chamou o VAR para checar um possível toque de mão de Ralf dentro da área. Por fim, achou lance normal e foi sonoramente xingado.

A situação se repetiu nos acréscimos, desta vez para checar um possível pênalti a favor do Corinthians em lance que envolveu Hudson e Henrique. O jogo ficou parado por longos minutos, causando revolta e levando a torcida a entoar gritos de “vergonha”. No fim das contas, o juiz mandou o jogo seguir novamente. “Parece que não há limites. Sorte que nossa gana de ser campeão também é ilimitada”, provocou o atual dirigente. A taça do Paulista será decidida no próximo domingo (21), na Arena Corinthians, em Itaquera.