Ainda artilheiro, Pablo deve voltar após 56 dias e motiva ataque do SPFC

225

UOL

José Eduardo Martins

Cuca deve contar com um reforço de peso para montar o ataque do São Paulo, que enfrenta o Internacional neste sábado (7), no Beira-Rio, em Porto Alegre. Mesmo depois de quase dois meses longe dos campos, Pablo ainda é o artilheiro do Tricolor paulista nesta temporada, com cinco gols marcados (mesmo número de Alexandre Pato). O atacante sofreu lesão ligamentar no tornozelo direito no clássico com o Palmeiras, 56 dias antes do confronto deste fim de semana.

Na ocasião, o jogador foi o destaque do time do Morumbi, ao marcar o gol no empate por 1 a 1. De lá para cá, ele fez o trabalho fisioterápico no Reffis e viu o São Paulo se reforçar com as chegadas de Daniel Alves e Juanfran. No ataque, Raniel e Pato até tentaram dar conta do recado, mas com lesões e expulsão, não conseguiram engrenar uma sequência tão grande e manter o rendimento do sistema ofensivo.

Em algumas destas partidas sem Pablo, como na derrota para o Vasco, o São Paulo mostrou dificuldade para finalizar. Nos 90 minutos, o time deu apenas um chute para o gol. Com o retorno do camisa 9, a expectativa é de que a equipe volte a arriscar mais os arremates. Considerado um dos principais reforços do Tricolor paulista para esta temporada, Pablo também sofreu para engatar uma boa sequência de partidas. Além da lesão sofrida no clássico com o Palmeiras, o jogador também ficou fora de parte da fase final do Campeonato Paulista e do início do Campeonato Brasileiro. No dia 18 de abril, o jogador foi submetido ao processo cirúrgico para retirada de um cisto artrossinovial na região lombar da coluna.

Como é costume, os atletas que não têm condições de atuar trabalham com uma agenda bem diferente da aplicada para os demais integrantes do elenco. Por isso mesmo, muitas vezes, Pablo não manteve o contato diário da mesma maneira com o restante do time. Na época de recuperação das lesões, em geral, ele trabalhava em dois períodos diários no CT da Barra Funda.