Raí é mantido como diretor de futebol do São Paulo em 2020

195

GazetaEsportiva

(Foto: Acervo/Gazeta Press)

Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, parece ter concordado com o pedido de continuidade feito pelo elenco do São Paulo nos últimos dias. Depois de manter Fernando Diniz como treinador da equipe em 2020, o presidente do clube também resolveu continuar contando com Raí como diretor de futebol.

A saída de Raí vinha sendo uma das principais requisições de grande parte da torcida e conselheiros do São Paulo. Tanto membros da base aliada de Leco quanto da oposição vinham pressionando o presidente para que o diretor de futebol não tivesse seu contrato renovado. Contudo, ele dará continuidade ao seu trabalho na próxima temporada.

Ídolo dentro de campo, o ex-camisa 10 do Tricolor Paulista foi questionado durante por decisões tomadas no comando do futebol do clube, como a demissão de Diego Aguirre a apenas cinco rodadas do final do Brasileirão de 2018. Além disso, os resultados ruins com um elenco recheado de estrelas também prejudicou a imagem do ex-jogador.Antes da decisiva partida contra o Internacional, Carlos Belmonte, líder do projeto de basquete do São Paulo, era o favorito para assumir o cargo de Raí. A escolha aconteceria pelo fato de Belmonte ter bom trânsito nos bastidores políticos do clube.

Agora, com o diretor de futebol garantido no cargo e com Fernando Diniz como treinador, o São Paulo já começa a se planejar para 2020. O Tricolor Paulista se garantiu entre os seis primeiros colocados e assegurou uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

dois × 1 =