Diniz encara fritura e “fantasma Mancini” para fazer SPFC voltar a vencer

203

UOL

Thiago Fernandes

Mesmo que a diretoria de futebol do São Paulo, representada por Raí e Alexandre Pássaro, mantenha o respaldo no trabalho de Fernando Diniz, o técnico chega à 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020 pressionado por um bom resultado diante do Atlético-GO. Uma lista de possíveis substitutos já é debatida no Morumbi. E curiosamente um dos “candidatos”, Vagner Mancini, é justamente comanda o adversário desta noite. A partida de hoje (7), às 20h30 (de Brasília), é a última chance de o treinador mostrar evolução no desempenho da equipe.

A sequência de sete jogos sem vitórias — são cinco empates e duas derrotas —, a eliminação na fase de grupos na Libertadores e as gafes recentes, como a entrevista em que expôs atletas da defesa (Arboleda e Bruno Alves), minaram o treinador no Morumbi. A sua demissão já é vista como uma movimentação plausível nos bastidores. No entanto, depende do futebol apresentado na noite de hoje.

Publicidade

Um triunfo convincente sobre o Atlético-GO no Morumbi será o suficiente para dar sobrevida ao treinador no cargo. Diniz foi cobrado internamente por um resultado positivo em reuniões ocorridas na última segunda-feira (5). Ele se encontrou com Raí e Alexandre Pássaro por duas vezes no CT da Barra da Funda e ouviu que há a necessidade de evolução nos jogos seguintes da temporada. O Tricolor paulista não sabe o que é vencer em 2020 há exatamente um mês. A última vitória foi em 6 de setembro passado, diante do Fluminense, no Morumbi. Na ocasião, os comandados de Diniz aplicaram 3 a 1 na equipe carioca.

Para enfrentar o Atlético-GO na noite de hoje, Diniz pensa, inclusive, em fazer mudanças na equipe. Sem o suspenso Luciano, que fez cinco gols em seus dez primeiros jogos pelo clube, o técnico ainda não definiu a equipe que atuará nesta noite. Avaliação de Mancini O técnico do Atlético-GO aparece nos primeiros nomes cotados para o cargo. O treinador trabalhou no ano passado no clube do Morumbi, como coordenador técnico. Quando Cuca estava afastado por licença médica, Mancini foi o responsável por dirigir a equipe, que garantiu a vaga para disputar a final do Paulistão.

Quando Cuca pediu demissão, em setembro de 2019, ele chegou a ser confirmado como o treinador pela diretoria. Horas depois, porém, o clube anunciou Fernando Diniz para o cargo. Na época, Diniz contou com o aval dos jogadores, que foram questionados pela diretoria. Na sequência, Mancini pediu demissão e até áudios do treinador criticando a postura de Daniel Alves na condução da troca de comando vazaram. Exatamente por causa desse mal-estar, Mancini não é colocado como primeira opção por alguns integrantes do departamento de futebol. Por outro lado, porém, o trabalho dele é bem avaliado por alguns dirigentes do clube.

FICHA TÉCNICA: SÃO PAULO x ATLÉTICO-GO Motivo: 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020 Local: Morumbi, em São Paulo (SP) Data: 7 de outubro de 2020 (quarta-feira) Horário: às 20h30 (de Brasília) Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES) Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antonio Zanotti (ES) VAR: Daniel Nobre Bins (RS).

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Gabriel Sara, Daniel Alves e Igor Gomes; Vitor Bueno e Brenner. Técnico: Fernando Diniz. ATLÉTICO-GO: Kozlinski; Dudu, Éder, Oliveira e Nicolas; Willian Maranhão (Matheus Frizzo), Marlon Freitas e Gustavo Ferrareis; Hyuri, Janderson (Matheuzinho) e Chico. Técnico: Vagner Mancini.

APROVEITE E LEIA TAMBÉM:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

dois + catorze =