Além das 4 linhas – Não empolga

0
383

Assisti pela TV ao jogo deste fim de semana contra o fraco Fluminense no Maracanã. O time deles é mais fraco do que o nosso e jogando em casa não conseguiu sufocar o time do SPFC.

Neste ano o SPFC me irritava quando eu insistia em ver a algum jogo. Bem diferente foi o time que tinha Hernanes no BR do ano passado, que chegou a dar alegria ao assistirmos aos jogos. Já em 2018, antes do Aguirre chegar, o time estava dando raiva. Agora temos um time razoável e que tem um comportamento dentro de campo que não envergonha a nossa história.

A verdade é que os clubes brasileiros estão pobres e o futebol hoje é rico no mundo todo, menos nos países pobres como o nosso. Assim, qualquer jogador acima do razoável já pensa o tempo todo em sair do país. O desejo dele nunca é jogar num clube daqui e com isso o comprometimento é outro, é pequeno. Vejam o caso do Militão, que a exemplo do Oscar, também quer e vai sair pelas portas dos fundos. O cara nem chegou ao time de cima e algum clube já pensa nele como jogador para completar o elenco e em 2 anos jogar no time titular ou vender ganhando um bom dinheiro depois de aclimatado em solo Europeu.

Quem pode substituir o Militão na lateral direita do SPFC? No elenco tem um cara que estava há 3 anos no São Bento e agora já pleiteia ser titular do SPFC!!! Isso que é demais para mim. Se é bom não ficaria 3 anos no São Bento! O nível do futebol brasileiro está baixo demais! Aliás, incrivelmente baixo. O nível do espetáculo é medíocre, quase amador.

Nesta hora agradeço por ter 54 anos e ter visto os times que vi no SPFC. Como fiz 18 anos em 1981, aquele time do Careca campeão paulista de 1985 era visto a toda hora por mim. Ali jogavam Oscar, Dario, Pita, Silas, Careca e Muller. Talvez seja por isso a importância de Raí e Lugano no futebol do clube hoje, podem cobrar, pois possuem história aqui e fora. Estes dois caras vestiram o manto tricolor com orgulho e nos orgulharam.  Não há uma mancha sequer na carreira destes dois monstros do SPFC. Raí é o meu grande ídolo tricolor.

Voltando aos tristes dias de hoje, eu vejo o nosso elenco brigando entre o décimo e o quinto lugar neste brasileiro. Eu não consigo ver este time campeão nos pontos corridos. Mas com poucas e ótimas contratações tudo muda facilmente, ou seja, com Hernanes e Calleri nos vejo entre os favoritos. É importante lembrar que alguns estão disputando a Libertadores e isso prejudica o rendimento deles, pois ninguém tem dois times no mesmo nível ou mesmo dois bons times. Flamengo, Corinthians, Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro e Atlético mineiro são os melhores em minha opinião. O SPFC briga após este bloco com Atlético do Paraná e Santos por exemplo. Mas, como disse, com a Libertadores, alguns vão perder pontos e podem nos ajudar. A copa sul americana é uma incógnita para mim. A eliminação da copa do Brasil me deixou pessimista, o time não tem quem decida jogos.

Agora resta saber se o Gonzalo Carneiro pode ser um bom camisa 9 que faça a diferença. Nos últimos dois brasileiros os times com bons camisa 9 venceram. Por isso citei Hernanes, que com sua categoria faz a diferença, e o Calleri, que sabe fazer gols. Mas eu também gostaria que  o Marcos Guilherme ficasse até Dezembro. Ele vai fazer falta, assim como Militão, ou seja, se nada conquistamos no primeiro semestre, o segundo semestre sem estes dois bons jogadores tende a ser pior, a não ser que as duas saídas sejam repostas a altura, coisa que duvido.

Salve o tricolor Paulista, o clube da Fé.

carlito150x150Carlito Sampaio Góes é advogado, trabalha como representante comercial, frequenta o Morumbi desde 1977 e prefere o time que vence ao time que joga bonito. Escreve nesse espaço todas as quintas-feiras.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários