Terças Tricolores – O começo do campeonato e novas fontes de renda

1518

Depois de algumas semanas de ausência, estou de volta. E vamos falar sobre dois temas completamente diferentes. O primeiro deles, como não poderia deixar de ser, fica por conta da estreia do Tricolor contra o Botafogo. Como todos os grandes portais já falaram sobre o tema, tentarei ser rápido com a minha análise.

Começo dizendo que vi o jogo inteiro e a diferença de posse de bola não preocupa. O Botafogo ficou vários minutos tocando a bola entre os zagueiros, sem produtividade alguma. O São Paulo, por sua vez, esteve bem postado, não sofreu com pressão e não teve nenhum chute perigoso desferido contra o seu gol.

No ataque eu achei o Igor meio sumido, mas gostei da movimentação de Antony e Everton, que como elemento surpresa, fez um belo gol. O Pato está fora de forma, mas já mostrou que é diferente. Nos detalhes você vê o craque. O Tche Tchê foi excelente, com uma ótima saída de bola e chegando bem ao ataque. Talvez seja um bom substituto do Liziero.

Acho que com um 9 de ofício em campo, renderemos muito mais e, claro, com o Hernanes em forma também. O departamento médico precisa vir a público justificar todas as lesões, problemas e limitações dos atletas.

Não é possível estarmos em abril e termos tudo isso de lesão muscular, ainda mais em atletas novos, como Luan, Liziero e o Hernanes, que está aqui desde janeiro e ainda não está em forma.

Precisamos de explicação!

Outras fontes de renda

O final de semana de começo de campeonato também foi histórico. O atual campeão, o Palmeiras, estreou no Brasileirão sem ter fechado contrato com a Globo, a dona do nosso futebol. Não aceitaram uma proposta menor do que a de Corinthians e Flamengo e agora a gigante de TV enfrenta um problema tanto para o Cartola, quanto para o Premiere e canais do gênero.

O ponto que exponho aqui é: eles vão conseguir o que querem, fatalmente e, mais do que isso, desenvolveram um sistema de transmissão de jogos próprio, o Palmeiras Play.

Eu vi que existe um perfil que transmite os jogos do SPFC pelo Instagram e, no pico do final de semana, essa transmissão chegou a 15 mil pessoas. Se levarmos em conta que 26 mil tricolores foram ao estádio, é um número a se considerar.  E isso em UM canal que eu vi, imagina nos outros.

Será que não é o momento do São Paulo se agigantar e dar um passo nessa direção? Criar um sistema de transmissão, brigar por condições melhores e fazer mais dinheiro? Não é possível que um clube como o SPFC deixe uma oportunidade dessa passar. Esse nicho não foi explorado e renderia MUITO dinheiro. Basta ver que o Esporte Interativo chegou a um milhão de pessoas assistindo os jogos da Champions (CLARO QUE É A CHAMPIONS, NÃO ESTOU COMPARANDO, estou falando de potencial).

Quantos milhares de são paulinos assistiriam aos jogos pelo Facebook? Será que não tem potencial de 100 mil, 200, 300? Cobrando uma pequena mensalidade ou valor por jogo, não valeria a pena?

A pensar!

É isso

Comentários ou sugestões?

@Abroliveira ou [email protected]

Abrahão de Oliveira é jornalista, formado pela Universidade Metodista de São Paulo, dono da @spinfoco e São-Paulino desde que se conhece por gente.