A Palavra da Corte – Gosto amargo? Que nada!

547

Salve salve, Nação Tricolor!

E ao término da 35a rodada, o Tricolor garantiu sua volta à Libertadores da América. Sem dúvidas, o torneio que nós são-paulinos mais apreciamos participar – e conquistar!

A última participação do SPFC na Libertadores havia sido em 2016. Passamos 2 anos tendo que aguentar a piadinha de que assistiríamos do sofá – e de fato foi o que aconteceu. Lindo será ver os torcedores do time sem cor e muito provavelmente os santistas sentados no sofá dessa vez.

É verdade que pode-se ter aquela sensação de derrota ao término de 2018, já que depois de muito tempo tivemos o gostinho de liderar um Brasileirão, de encarar e vencer rivais mais fortes que nós. Depois de ver um time aguerrido em campo e buscando resultados mas que não suportou o ritmo. Infelizmente ficamos com o gosto amargo de termos sido o “cavalo paraguaio” do torneio. Não chegou a tanto, mas chegar o fim do Brasileirão no 4o ou 5o lugar pra mim vai muito além do que eu esperava, e além também do que acho que nosso elenco poderia render.

Resultado de imagem para libertadores 2019

Se ao longo do torneio Aguirre tivesse tido mais coragem de colocar a molecada pra jogar quanto o time começou a dar sinais de cansaço, e sem propor o jogo quando necessário, acho que poderíamos ainda estar brigando.

Fiz uma continha rápida aqui e a média de nosso trio NERD (Nenê, Everton, Reinaldo e Diego Souza – principais responsáveis pelo título do 1o turno) e deu 32 anos. Esses 4 não iriam aguentar o ritmo. Isso sem contar com a aceitável queda técnica de rendimento do Reinaldo, as birrinhas de Nenê, a inconstância de Diego Souza e a situação médica de Everton que ao longo de sua carreira sempre foi problemático nessa área.

Em apenas dois jogos já podemos ver em campo com Jardine: Liziero, Araruna, Helinho, Brenner, Shaylon e Antony.

Já estamos pelo menos na pré-Libertadores, com boas chances de beliscar um quarto lugar e direto pra fase de grupos se o Grêmio titubear, e fizermos nossa parte de uma arrancada final nas últimas rodadas.

Tudo isso dito, a verdade é que chegamos ao final de 2018 com um saldo positivo diante do que esperávamos e do que foi 2017. Sim, é MUITO POUCO pra grandeza do São Paulo Futebol Clube. Não estou dando pulos de alegria não. Mas que perto do que imaginávamos o que seria, até que está bom.

É isso.

Salve o Tricolor Paulista, meu amor hoje e sempre!

Artur Couto é engenheiro,  sócio-torcedor e sócio do SPFC, e é administrador da SPNet. Escreve nesse espaço todas as quartas-feiras.

Siga-me no Twitter @arturcouto

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.