Além das 4 linhas – Que tristeza!

298

Dias atrás o ministro da saúde da Holanda enviou uma carta ao parlamento deles dizendo que todos os eventos esportivos deverão ficar com portões fechados enquanto não existir uma vacina contra o corona vírus.  Vindo de um país do primeiríssimo mundo, podemos já ir imaginando que aqui será igual. Que tristeza ver o Morumbi vazio em jogos do tricolor!

A boa notícia é que existe vacina em estágio avançado nas pesquisas, estando na fase de testes em humanos, coisa que está acontecendo agora em maio. Uma vacina em especial, a que está sendo desenvolvida em Oxford, está prometida para estar no mercado em setembro deste ano corrente. Diante de tanta desgraça, é uma notícia espetacular.  Eu sou defensor de ficarmos praticando o distanciamento social o máximo possível. A questão é a capacidade dos hospitais receberem doentes. Hoje temos hospitais com 90% da capacidade ocupada e nossa circulação nas ruas aumenta o contágio.

O nosso SPFC segue parado, com poucas notícias. O Rojas anda treinando forte neste período e o clube negocia o prolongamento do contrato. Sempre escrevi aqui que o clube vai precisar de um bom substituto para o Antony. O Diniz estava otimista com Helinho, mas o garoto teve uma contusão bem no período em que o Antony estava na seleção e não pode mostrar serviço e quem sabe passar a segurança que dará conta do recado. Ele deve estar treinando bem para merecer a oportunidade. O Pablo em minha opinião é pesado para o lugar. Com a dramática diminuição no tamanho dos campos, jogar  pelos lados e em velocidade é o caminho mais curto para o gol do time adversário. Hoje o meio é congestionado e só se abre quando temos gente atuando pelos lados e em velocidade. Será que Vitor Bueno irá para a direita e o Everton jogará na esquerda? Pode ser uma opção. O defeito do Everton é não fazer gol. Isso pesa, além de sempre ter um problema físico.

Nesta época de distanciamento social os veículos de comunicação esportiva ficam nos lembrando dos grandes jogos. Hoje foi a vez da grande virada e vitória nos pênaltis sobre o Rosário Central pela libertadores 2004. Rogério foi bem demais e Grafite decidiu vindo do banco. Mais um jogo que podemos observar a importância do banco. 

No final deste ano teremos eleições no SPFC para presidente. Eu vejo como salutar uma vitória da oposição. O Júlio Casares é o candidato do Leco e tem bastante apoio político, e do outro lado ainda não está claro quem será o candidato. Eu gostaria do MAC presidente. Gostaria que Muricy fosse o coordenador de futebol. O clube precisa de mudanças e não vai ser quem está no poder hoje que fará isso acontecer. Uma coisa importante negativamente aconteceu dentro do SPFC nos últimos anos e pode ser a causa de tudo de ruim que ocorre: O clube tem muitas correntes políticas dividindo as energias. Isso não era assim no passado recente de boas vitórias, quando havia um bom nome ao redor do qual as forças se uniam.

O SPFC precisa voltar a ser SPFC!!!

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

quinze + um =