LG em Foco – Fora, Paneleiros!

623

Salve povo tricolor

Mais um título comemorado por um rival, mais uma vez ficamos chupando dedo imaginado que dava para ter sido nosso. Mais um título perdido por culpa de vários seres bizarros e incompetentes, iniciando pelo próprio presidente, seguido de seus subordinados da inútil diretoria de futebol formada pelo trio de enganadores que fingem que sabem o que estão fazendo.

Mas nada é pior do que a velha panelinha formada por jogadorzinho mimado, as velhas laranjas podres anteriormente colocadas em evidência pelo Nelsinho Baptista. A diferença é que naquele instante a diretoria ficou do lado do treinador.

O cinismo de Nenê essa semana alegando que eles não sabiam o que fazer foi a gota d’água, viramos reféns desse tipo de atleta, um cara que não pode ser substituído, que precisa ser bajulado. E se ainda fosse um Ronaldinho gaúcho, Ronaldo, Romário ou Zidane ainda justificava, mas estamos falando do Nenê, o veterano do biquinho.

Muitos podem dizer o seguinte: pagamos x milhões nele, não podemos afastar.

Então seremos eternos reféns? Quantos títulos serão jogados fora ainda?

Paremos para pensar, um título brasileiro rende dinheiro, rende visibilidade que gera valorização da camisa que rende melhores patrocínios, gera aumento de renda nos estádios, gera aumento da venda de produtos oficiais do clube, aumenta o número de torcedores, vale uma vaga na libertadores que gera tudo o que foi citado de novo e mais uma vaga no Mundial de clubes que gera tudo isso novamente.

Quer dizer então que o valor investido no Nenê ou em qualquer outro jogador vale mais que isso? Claro que não. Deveríamos mudar a postura, colocar o treinador e dar liberdade de ele afastar as laranjas podres, e não negociar esses caras, isso no fim seria um prêmio para eles, no caso esses jogadores deveriam ficar treinando em separado pra ver até onde estão dispostos a destruírem suas carreiras com o ostracismo, tenho certeza que a grande maioria desceria do salto e ficariam pianinho pedindo penico, que com certeza comeriam a grama depois.

Por isso eu faço coro de fora Nenê e Rodrigo Caio, e aproveitem para levar os fraquíssimos Jean, Sidão, Bruno Perez, Anderson Martins e Trellez

Ô, ô, ô queremos jogador. Mas jogador que honre seu salário porque amor à camisa é o mesmo que sonhar com a mega da virada. Amar recebendo 700 mil por mês ou 5 milhões, até eu juraria amor eterno a qualquer time.

Obs: Jardine efetivado para 2019 em ano de libertadores, que venha 2020.

Devolvam ao Gigante o seu status de gigante.

Luis Gustavo, mais conhecido como LG, é são-paulino desde 1990 e frequentador da SPNet desde 2001

E-mail: [email protected]


ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

4 COMENTÁRIOS

  1. O problema do São Paulo que se alastra anos após anos chama-se :” SAI ”
    Esta doença chama-se ” SÍNDROME DO AMADORISMO E INCOMPETÊNCIA”
    Fato esse ocorre nas instituições onde inexiste lideranças e profissionalismo, onde a gestão
    é comandada na base dos conchavos e acordo com os seus pares.
    Resultado obtido por esse modelo é decepções, vexames, sátiras, etc.
    PARABÉNS LECO E SEUS ASSECLAS E OS 03 PATETAS POR ESTE MODELO.

  2. Oi LG. Confesso a vc – e aqui sem nenhuma ironia – que fiquei surpreso com seu texto. Vc vociferava pela saída do técnico, por vc chamado de “Fora Aguirre”. Aí, quando ele de fato se vai, vc reclama?! Poe a culpa no Nenê?! Agora o problema é nosso camisa 10?! Por fim, salvo engano, tal jogador veio de graça. Portanto não se pagou milhões nele. Abraços.