Além das 4 linhas – Ganhar e perder

209

Ganhar do Corinthians no Morumbi é normal e perder do RedBull fora de casa também é normal. Aliás, os dois clubes estão melhores do que o SPFC neste BR21 e os resultados foram mais do que normais. O mais importante, em minha opinião, é jogar bem. Ganhar e perder é do esporte, mas jogar bem é obrigação para um clube do tamanho que tem o SPFC. Claro que não vai jogar todo jogo, mas a maioria.

O mais importante agora é recuperar o time em todos os sentidos. Mais uma vez, após a partida em Bragança, a tônica das críticas foi o preparo físico do time, que cai demais no segundo tempo. O pior que isso só poderá ser corrigido após a pré-temporada de janeiro. Muito se falou dos riscos que o SPFC correu ao não dar férias. O assunto é este, tenhamos paciência. Eu não consigo imaginar se o clube conseguirá chegar à zona de classificação para a Libertadores, coisa desejada por questões financeiras. Eu confesso que por questões esportivas não sonho com a Libertadores, pois não vejo o clube pronto para concorrer com quem se prepara faz alguns anos para ganhar o mais importante campeonato do continente.

O assunto treinador está quente no mundo todo nesta quinta-feira. O Bayern de Munique levou uma sapecada ontem e caiu na copa da Alemanha, o Flamengo também, o Barcelona dispensou seu treinador e no SPFC o assunto Crespo ainda não morreu e o RC anda sendo fritado por muitos. O futebol é imprevisível, principalmente aqui onde ainda os clubes não são empresas, são administrados mais perto da paixão e amadorismo do que da razão e muito profissionalismo.

Publicidade

O fato concreto é que no SPFC só os grandes e vitoriosos treinadores tiveram sucesso. O que faz o clube contratar gente sem currículo para dirigir um time de um clube gigante só o amadorismo pode responder. Assim sendo, quando a diretoria é amadora, o treinador também será amador e a soma destas duas coisas nunca é time vencedor.

Eu não estou dizendo que nosso querido RC é amador e principiante, muito menos que Muricy é um cara que nada entende, muito pelo contrário, como jogador e treinador esta dupla é vitoriosa. O RC de hoje é o RC que deveria ter assumido o SPFC da outra vez, ou melhor, um treinador já com bagagem e vitórias. Se vai vencer é outra coisa. O mesmo pode estar sendo pensado sobre o Alex, treinador do Sub 20. Era isso que humildemente deveria ter feito o nosso ex goleiro campeão de tudo. Estou defendendo o cara? Não estou, mas dentro das possibilidades brasileiras no momento da demissão de Crespo ele era uma boa opção.

O Crespo deveria ter sido demitido? Eu penso que não se o SPFC vivesse um período normal, mas o clube não vive um período normal e a fase que o time entrou foi muito esquisita após ter mostrado ótimo futebol no início do trabalho. De novo digo: No Brasil o futebol ainda não é profissional, é amador. Eu vejo problema de ambiente no clube, por isso o argentino caiu. Mas o ambiente pode ter sido criado por conta de ter privilegiado o paulista e depois os caras todos quebrados não conseguiram mais entrar em forma. Sem entrar em forma o futebol caiu, o clube foi eliminado de tudo e corre riscos de não ir à libertadores 2022. Se fosse profissional talvez falassem: Bom, nós planejamos assim e agora devemos aguentar. Mas aí vem o outro e diz: Poxa, tudo bem, planejamos assim, mas o time apresenta um futebol muito ruim….começa a pressão.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes