Na Rede – Da promessa à frustração

1343

O São Paulo está tão ruim nos últimos anos que o torcedor já chegou ao ponto de ter que

comemorar vitória de 1×0 contra time que está praticamente morto na série A, ou pior ainda quando tem que lutar para empatar contra esses tipos de times. Não me lembro a última vez que o São Paulo ganhou um jogo de 3×0, ou quando venceu por 1×0, só hoje que com um futebol convincente.

Depois da caridade de ressuscitar time morto, o mínimo que poderíamos esperar é o São Paulo vencer, e como todo time medíocre, o nosso time fez o mínimo mais uma vez, venceu mais não convenceu. E o pior é que o Avaí teve um jogador expulso ainda no primeiro tempo, e por mais que o expulso foi um atacante isso não foi suficiente para fazer o São Paulo melhorar o desempenho apresentado, e se não fosse o Arboleda, que já vem salvando há muito tempo na defesa, salvar o nosso ataque também, hoje estaríamos lamentando mais um tropeço.

E já que citei o ataque, pra 2020 o São Paulo vai precisar de um centroavante camisa 9, que não tem histórico de lesão pois jogar com o Pablo uma vez a cada dois meses é complicado, mas a culpa não é dele, e sim de quem cuida, no caso o Reffis do São Paulo. Raniel, que foi contratado pra ser o reserva não joga nem quando o titular está fora, porque é grosso, quem assistiu o jogo vai lembrar de um lance em que ele prefere pisar, ajeitar a bola do que dar um chute ao gol, lembrando que a posição dele é centroavante. O Alexandre Abravanel Pato não sabe jogar como centroavante, não sabe jogar aberto pelas pontas, não sabe jogar de meia. A posição ideal seria na ponta do banco de reservas, pois jogador de ataque não pode errar o lance igual ao que ele errou nesta última apresentação. Se fosse só o gol perdido tudo bem, mas acontece que depois do jogo contra o Santos o futebol dele sumiu, e nem o nosso psicológico Fernando Diniz o incentivando o cara desperta, se continuar assim tem de mudar de Pato para Preguiça.

O que mais ouço falar quando o assunto é o São Paulo é que Esse time é para o ano que vem, na próxima temporada o São Paulo promete, mas pô, todo ano só fica na promessa, toda temporada começa com um “esse ano pelo menos um título” e termina com um “ nosso objetivo foi cumprido, conseguimos nos manter na série A” graças à nossa defesa, esse ano talvez o time consiga entrar na fase de grupos da libertadores, mas se for para a libertadores vai na mesma condição do Caracas-VEZ, não sabe o momento, mas sabe que vai cair, e assim segue.

A esperança que eu tenho de que talvez o time seja para 2021, isso dependendo claro de quem vai assumir o comando do time, antes disso talvez se virar clube empresa. Até lá vamos continuar sendo o time que começa como promessa e termina como frustração.

SPNauta, qual é a sua opinião? Deixe nos comentários!

Matheus Couto é estudante de Comunicação Social – Rádio TV, torcedor fanático do São Paulo. Escreve toda segunda-feira nesse espaço.

Twitter: @mathcoutoficial

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.