LG em Foco – Fora Jardine?

1528

Salve povo tricolor

Vem se especulando a todo momento quem será o substituto do André Jardine mediante a sua inevitável demissão nos próximos dias. Fala-se em Cuca e Luxemburgo, ou seja, dois treinadores de perfil forte para tentar moralizar essa equipe amarela e covarde.

Mas será que essa troca será salutar? Outro treinador conseguirá fazer esse time jogar com vontade?

A resposta é não. Mas que fique claro que não sou favorável ao Jardine, ele não tem perfil para dirigir um clube da envergadura do São Paulo, não era seu momento, ou melhor, nunca será o momento de se colocar um estagiário num cargo tão importante.

Ainda assim é preciso que essa troca seja feita, o Jardine não tem o respeito dos jogadores. Mas tem uma pergunta que não quer calar. Quem será respeitado por eles?

Lembrem do Diego Souza no Sport Recife. O cara voava em campo, levava o time nas costas e até para a seleção foi convocado, mas ao desembarcar por aqui, engordou uns 30 kg, perdeu mobilidade e também a vaga na Copa.

Reinaldo estava voando baixo, até gol no São Paulo ele fez, voltou por cima, virou Kingnaldo, mas isso durou pouco, novamente é o Tiririca dispensado pelo Sport Recife.

Nenê segue a mesma história, até começou bem, mas pegou a mandinga do Diego e do Tiririca e caiu de produção. Nem vou falar o Hudson que o Cruzeiro tentou manter em seu elenco.

Agora fica a pergunta: se esses caras não estão rendendo nada, o que não é de hoje, porque todo treinador arrisca seu pescoço escalando eles todos de uma vez?

Lembram do Aguirre?

Ele escalava Jucilei e Hudson e morreu abraçado com eles. Agora o Jardine faz a mesma coisa mesmo vendo que não está dando certo.

Estranho não?

Pois é, das duas uma, ou alguém de cima é quem escala o time a mando de algum empresário, ou esses caras tem uma panela muito forte e dominam o vestiário, e se não forem escalados eles derrubam o técnico, ou pior ainda, as duas coisas juntas.

Somos um clube sem pressão, um clube em que jogadores com espírito vencedor e que almejam conquistas não tem interesse de vir, é só lembrar do Gustavo Scarpa. Aqui só chegam jogadores sem  maiores pretensões, jogadores que batem o ponto, comem, dormem e recebem seus salários. Duvido que algum deles passam 5 minutos a mais sequer do seu horário dentro do clube por qualquer que seja o motivo. Tenham certeza que essa situação já deve ter se espalhado no meio futebolístico, espero que não seja esse o motivo de o Pato estar querendo voltar.

Isso é uma questão muito antiga, iniciou-se em 2006, o tri brasileiro foi fruto da gestão anterior ainda, de Juvenal pra cá, essa política se instalou pra ficar, é só ver a notícia do Aeroleco, não tem como melhorar, não temos oposição, hoje somos mais ou menos o que são o PT e o PSDB.

Não adianta a Independente fazer reunião com o incompetente Raí, esse é outro que acha que o São Paulo é uma escolinha de futebol. Acho que devem ter feito um pacto da classificação na quarta-feira, uma forma de calar mais uma vez a torcida.

Chegou o momento de dar o troco, é Morumbi zero, nada de apoiar essa draga se for eliminado na quarta-feira, tem que doer no bolso, a torcida tem que acordar, a situacão está muito cômoda. Enquanto passamos vergonha pagando caro por ingressos e produtos oficiais, eles riem da nossa cara com passeios de luxo.

Fora Leco, você que conseguiu a façanha de ser o pior presidente da história, fora Raí Guevara, você é uma decepção, chega a ser tão ruim quanto seu sobrinho Gustavo de Olveira, fora Lugano, esse sem dúvida não serve para nada, e por fim Jardine, volte para a base que é o seu lugar.

Venha o técnico que vier, nada vai mudar, o São Paulo é  sistema travado que precisa ser formatado, precisa começar do zero, mesmo que venhamos perder alguns arquivos que julgamos ser importantes.

Devolvam ao Gigante o seu status de gigante.

Luis Gustavo, mais conhecido como LG, é são-paulino desde 1990 e frequentador da SPNet desde 2001.  Escreve nesse espaço às segundas-feiras.

E-mail: [email protected]


ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.