Na Rede – Prós e contras do Diniz

939

Foi só eu falar na semana passada que o nosso time não fazia mais de um gol havia muito

tempo que contra o Atlético-MG resolveu fazer dois. Já o Alexandre Pato também foi só falar dessa má fase dele que nada mudou, apesar de que DESTA VEZ ele fez certo ao cabecear ajeitando o problema foi não ter alguém acompanhando junto para fazer o gol.

Mas o que eu mais gostei foi o Fernando Diniz cobrando o Antony enquanto esteve em campo e no final do jogo a cena dele falando algo com o menino, provavelmente explicando o porque dessa cobrança que ao meu entender está certo, pois bom jogador ele é, mas desde que foi para a seleção brasileira parece que havia deixado o bom futebol lá, pois sempre que a sub20 joga o Antony ou é destaque ou pelo menos um gol ele deixa.

Porém o que incomoda, e isso não é só o São Paulo, mas a esmagadora maioria dos times brasileiros é que quando faz um gol, no caso do São Paulo quando fez o segundo gol o Fernando Diniz tirou o Liziero para colocar o Hudson, que é um volante de marcação, com isso vemos que o Renato Gaúcho tem razão quando diz que apenas Grêmio, Flamengo, Athletico-PR e o Santos jogam para vencer.

Apesar desses toquezinhos na saída de bola me irritar, o time está mais com o jeito Diniz de jogar, que dependendo do adversário é meio perigoso mas se está indo bem, que continue ao ponto de no final da temporada ele me cale do jeito positivo.  

SPNauta, qual é a sua opinião? Deixe nos comentários!

Matheus Couto é estudante de Comunicação Social – Rádio TV, torcedor fanático do São Paulo. Escreve toda segunda-feira nesse espaço.

Twitter: @mathcoutoficial

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.